PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

16 DE AGOSTO DE 2022

Vereador questiona recursos públicos destinados à Parada LGBTQIA+


Requerimento de autoria do vereador Fabrício Polezi (Patriota) busca informações sobre participação do Poder Executivo no evento realizado no domingo (14)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Requerimento foi aprovado nesta segunda-feira (15), na 33ª reunião ordinária






O vereador Fabrício Polezi (Patriota) foi autor do requerimento 602/2022, votado e aprovado em regime de urgência na 33ª reunião ordinária, ocorrida nesta segunda-feira (15). Nele, o parlamentar questiona o prefeito Luciano de Almeida (sem partido) sobre os recursos municipais, estaduais e federais destinados à realização da Parada LGBTQIA+ neste domingo (14), em Piracicaba.

No requerimento, o vereador pergunta o valor das verbas públicas repassadas ao evento, solicita a descrição e comprovantes fiscais do patrocínio fornecido pela Prefeitura, entre apoio financeiro, material, presença de agentes públicos e cessão de espaços públicos, e também questiona quem são os responsáveis pela Parada e pela autorização da utilização dos recursos.

Além disso, Polezi pede a descrição detalhada da participação de cada secretaria municipal envolvida no evento e, por fim, o detalhamento dos recursos destinados nos últimos quatro anos e que ainda serão repassados ao Casvi (Centro de Apoio e Solidariedade à Vida) e ao Caphiv (Centro de Apoio HIV/Aids e Hepatites Virais), organizações não governamentais do município. 

DISCUSSÃO – Na tribuna, Fabrício Polezi defendeu a aprovação do requerimento, que visa a transparência de gastos e “o bom uso do dinheiro público”. “Está sobrando dinheiro para fazer festa de militância esquerdista enquanto o pronto socorro fica fechado aos domingos?”, questionou. 

A vereadora Rai de Almeida (PT) declarou seu voto e discutiu a propositura na tribuna. “Nós queremos que todos os requerimentos sejam aprovados, e eu vou votar favorável ao requerimento do senhor. A 14ª parada LGBTQIA+ não é uma bandeira esquerdista, é uma bandeira dos direitos humanos”, declarou. A parlamentar defendeu, ainda, o destino de verbas públicas ao apoio de manifestações populares. “Quando o governo delibera uma verba para uma atividade como essa, não é um custo, é um benefício para a sociedade”, pontuou.

A vereadora Silvia Morales (PV), do Mandato Coletivo “A Cidade É Sua”, também subiu à tribuna para justificar seu voto. “Vou votar sim, sempre defendi que o requerimento é um direito do vereador, um instrumento muito importante de fiscalização”. A parlamentar questionou, no entanto, a motivação da propositura. “Queria registrar aqui que existem vários outros tipos de eventos que a prefeitura apoia e apoiou. Por que exatamente esse gera dúvidas? Deve ser alguma coisa referente à discriminação, machismo, desrespeito á liberdade de expressão e à diversidade”, sugeriu.

 



Texto:  Laura Fedrizzi Salere
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Rai de Almeida Fabricio Polezi Silvia Maria Morales

Notícias relacionadas