PIRACICABA, SÁBADO, 29 DE JANEIRO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

01 DE DEZEMBRO DE 2021

Palestra sobre os 'caminhos de Jesus' em 2022 aborda ética e corrupção


Palestra promovida pela Escola do Legislativo aconteceu no formato on-line nesta terça-feira.



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

Evento encerrou as atividades da Escola do Legislativo em 2021





Como encerramento das atividades em 2021, a Escola do Legislativo, da Câmara Municipal de Piracicaba, promoveu, nesta terça-feira (30), a roda de conversa on-line "Na rua, na chuva e na favela: os caminhos de Jesus em 2022". Com direito a certificado de participação, o evento aconteceu via Zoom e com transmissão simultânea no YouTube.

O encontro teve por objetivo promover um debate sobre corrupção, vida digna, gênero e cristianismo. O debate foi mediado por Josué Adam Lazier, coordenador da avaliação institucional e do núcleo de estudos e programas em educação e direitos humanos da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). Atuaram como facilitadores o professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, campus de Piracicaba, Adelino Francisco de Oliveira e o teólogo, filósofo, professor e doutor em filosofia e teologia, Ely Eser Barreto César.

Barreto ressaltou que a figura de Jesus transcende os textos bíblicos, sendo também estudado em diversas áreas do conhecimento humano. Existem atualmente, de acordo com ele, pesquisas arqueológicas na Palestina para identificar lugares onde Cristo teria caminhado. "A principal investigação sobre Jesus foi na própria cidade onde ele nasceu, que é Nazaré", explica.

Para o teólogo, é importante destacar que Jesus era uma figura simples, que se distinguia da elite de sua época, composta pelos fariseus que trabalhavam no Império Romano, sendo Cristo uma pessoa que se preocupava, sobretudo, com pessoas simples e moribundas, acometidas muitas vezes por doenças como a lepra. "Ele era uma pessoa de encontros. Não é importante se preocupar com o que ele dizia ou como se portava, mas a forma como ele agia no seu entorno", pontuou.

Em um panorama atual, Barreto lançou ainda um questionamento, perguntando com que tipo de pessoas Cristo buscaria conviver se estivesse em Piracicaba. "A pergunta que nós temos que fazer é: quem ele procuraria? Levando em conta aquilo que era preferência dele nos tempos da Palestina, ele estaria na praça central atrás das pessoas que frequentam o banco ou ele iria procurar as pessoas que estão na rua?", questionou.

Adelino ressaltou que, em um contexto de uma sociedade conflituosa, existe sempre o debate de qual seria o "lado" de Jesus e qual a posição política que ele teria nos dias atuais. A resposta, segundo ele, deve ser observada com base na justiça e na verdade. "O próprio Jesus se apresenta como a verdade, então qual é o lado dele? É o lado da justiça e da verdade e também pela ética", disse.

Com base nisso, em uma situação de injustiça em que é possível identificar o problema, Adelino enfatizou que é possível dizer há sempre uma incoerência com a proposta de Jesus. "Se há também uma situação onde reina algum tipo de mentira, aquilo que não condiz com a realidade, como as fake news. Podemos entender que esse é um contexto em que Jesus não estaria", comentou.

Em 2022, Josué Adam Lazier disse que passa a ser importante refletir por onde Cristo "vai andar" e como as pessoas "o encontrarão". "Onde há a negação da Justiça e a promoção da anticiência, como poderemos saber em que determinado movimento estarão o reino de Deus e a sua justiça?

A íntegra da palestra pode ser assistida ao clicar no link que acompanha a matéria.



Texto:  Pedro Paulo Martins
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Escola do Legislativo

Notícias relacionadas