PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 24 DE MAIO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

14 DE DEZEMBRO DE 2021

Moção destaca protetores que atuaram no caso das búfalas de Brotas


Propositura de iniciativa da vereadora Alessandra Bellucci (Republicanos) foi aprovada na noite desta segunda-feira (13).



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Homenagem aos protetores é de iniciativa da vereadora Alessandra Bellucci (Republicanos)



Os veterinários, voluntários e organizações não-governamentais que atuaram no caso de maus-tratos e abandono das búfalas na cidade de Brotas serão homenageados pela Câmara Municipal de Piracicaba, que aprovou, na noite desta segunda-feira (13), a moção de aplausos 276/2021, de iniciativa da vereadora Alessandra Bellucci (Republicanos).

No texto da propositura, a parlamentar relata que o caso veio à tona após as “notícias desoladoras” e de “grande repercussão” veiculadas nos canais de televisão e mídias sociais desde o início de novembro, tratando do abandono e maus-tratos das búfalas.

Após denúncia de maus-tratos a animais, a Polícia Ambiental se dirigiu até a fazenda Água Sumida, na cidade de Brotas, onde foram encontradas, em situação de abandono, 667 búfalas-asiáticas, 332 bezerros e 22 animais mortos, além de carcaças enterradas e de centenas de animais com fome e sede.

Os animais receberam silagem de cana, doada por uma usina, e água, levada por um caminhão pipa da prefeitura. Foram usados oito mil litros para matar a sede dos animais.

Profissionais de veterinária e zootecnia prestaram os primeiros cuidados aos animais mais debilitados, que estavam doentes e com desnutrição, bem como atolados, e que precisaram ser içados com a ajuda de uma retroescavadeira. Voluntários montaram um hospital de campanha para cuidar das centenas de búfalas em situação de maus-tratos, mas os custos da manutenção e tratamento dos animais têm sido um desafio.

A Justiça deu permissão por 15 dias para que entidades protetoras de animais, empresas e funcionários da prefeitura entrem na fazenda para cuidar dos animais. Os custos têm sido bancados pelos voluntários que têm buscado doações, rifas e outras ações para conseguir custear os cuidados com os animais. São despendidos média de R$ 4 mil para comprar 10 toneladas de silagem por dia.

De acordo com a polícia, as búfalas haviam sido inseminadas artificialmente para a produção de leite, mas o proprietário da fazenda decidiu investir em plantação de soja e desistiu dos animais. O responsável foi multado em R$ 2,13 milhões e foi preso acusado de maus-tratos, mas liberado em seguida após pagar uma fiança de R$ 10 mil.

O caso chegou a grandes personalidades que defendem os cuidados aos animais, dentre elas Xuxa Meneghel, Luísa Mell e Luana Piovani. Entendendo a gravidade do caso e a ampla projeção midiática, a justiça determinou que a ONG Amor e Respeito Animal (ARA) passaria a ficar com a tutela provisória dos animais encontrados.

A homenagem será entregue aos veterinários Maurice Vidal e Carol Machado e ao presidente da ONG Amor e Respeito Animal (ARA), Alex Parente.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Legislativo Alessandra Bellucci

Notícias relacionadas