PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 11 DE MAIO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

22 DE ABRIL DE 2021

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar


Honraria proposta pelo vereador Thiago Ribeiro considera os 55 anos de atividades da instituição que atua na formação de jovens.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar
Foto: Assessoria parlamentar (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Moção de aplausos enaltece a trajetória do Instituto Formar



Moção de aplausos 19/2021, de autoria do vereador Thiago Ribeiro (PSC) parabeniza o Instituto Formar de Aprendizagem Profissional, por completar 55 anos de atividades. A honraria foi entregue ao diretor-presidente, Paulo Sérgio Spolidoro e cópias do documento foram entregues aos demais membros da diretoria.

O Instituto Formar de Aprendizagem Profissional foi fundado em 21 de abril de 1.966, como Guarda Mirim Municipal de Piracicaba, pelo então ex-prefeito Comendador Luciano Guidotti, por representantes da Sociedade Civil como Rotary Club, Lions, Maçonaria e órgãos como Juizado de Menores e Guarda Civil.

A criação da entidade se deu por meio da lei 1.161 de dezembro de 1962, que previa o atendimento a 20 adolescentes com idade entre 14 e 18 anos.

Em dezembro de 1965, o Juizado de Menores e a Guarda Civil, através do Sub Inspetor Elias Domingos da Silva, atendiam na entidade 15 adolescentes do sexo masculino, onde desenvolviam atividades como instruções de ordem unida, disciplina e trânsito.

No seu início, a Guarda Mirim divulgava a abertura de suas vagas na comunidade e no clube dos engraxates existente na época, posteriormente selecionava os adolescentes na faixa etária de 12 a 14 anos do sexo masculino, através dos critérios de bom rendimento escolar e pesquisa socioeconômica.

Após o ingresso desses adolescentes na entidade, eles desenvolviam a função de Auxiliar de Trânsito, vigiando veículos nos dias de finados, nos dias de carnaval e também auxiliando no controle de semáforos e na travessia de pedestres, especialmente para estudantes em frente às escolas.

Além da função que desenvolviam no trânsito, os adolescentes participavam de aulas complementares do ensino regular e também de uma fanfarra. A partir de 1970, iniciaram as aulas de teoria musical, que deram origem à Banda Musical “João Romeu Pitolli” da Guarda Mirim.

Em abril de 1972, a lei nº 1910 apresentou pela primeira vez a tendência de a entidade tornar-se uma instituição de profissionalização, ao ampliar a idade de atendimento para até 17 anos e 11 meses para os adolescentes que demonstrassem interesse pela continuidade nos estudos.

Devido aos riscos existentes nas ruas e também à nova visão da entidade, os adolescentes deixaram progressivamente a função de auxiliar de trânsito e migraram para a função de mensageiros, exercendo atividades como: entrega de correspondências, serviços externos e rotinas relacionadas a escritório que eram chamadas de “Trabalho Aprendizado”.

Nesta época, o trabalho social desenvolvido pela entidade passa a ter destaque e como reconhecimento à importância dele para o município. Em 1973 a lei nº 2.052 criou o “Dia do Guarda Mirim” de Piracicaba, comemorado anualmente no dia 12 de outubro.

Em janeiro de 1977, através da lei municipal nº 2.269, foi criado o Departamento Feminino da Guarda Mirim e foram selecionadas 39 meninas, quando desde então a entidade passou a atender adolescentes de ambos os sexos.

No decorrer dos anos, com a concepção do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente (lei federal 8069/1990, com o surgimento de novas leis de garantia de direitos das crianças e adolescentes e com a promulgação da lei federal 10.097/2000 e sua regulamentação através do decreto 5.598/2005, a entidade se profissionalizou e firmou sua atuação como de aprendizagem profissional, sem perder o objetivo social que é sua razão de ser.

O trabalho desenvolvido por profissionais dedicados ao ensino e à formação de jovens profissionais tomou forma e tornou-se dos mais importantes trabalhos sociais de Piracicaba, recebendo cada vez mais adolescentes em busca de formação e inserção no mercado de trabalho.

Com isto, iniciou-se a épica trajetória da entidade em busca de um espaço adequado para a realização de aulas e atendimentos. A entidade chegou a ocupar quatro prédios na cidade, sendo três alugados e um cedido pelo município através da lei nº 4.893/2000, onde a entidade deu início ao Programa de Aprendizagem Profissional em 2004, com a fundação do CEP – Centro de Educação Profissional.

No dia 12 de outubro de 2011, quando se comemorou o Dia do Guarda Mirim, foi inaugurada a sede própria da Associação Guarda Mirim Municipal de Piracicaba, situada a rua Gonçalves Dias, 721, bairro Piracicamirim, a qual em homenagem pela base forte da organização rendeu a denominação do “Edifício Capitão PM Frederico Ciappina Neto”.

O novo prédio da Associação acolheu os setores administrativos, de atendimentos, banda musical e salas de aulas, ficando em prédios distintos ainda o restaurante, a confecção de uniformes e parte do arquivo.

A Guarda Mirim Municipal de Piracicaba, hoje denominada por Instituto Formar de Aprendizagem Profissional, oferece aos adolescentes assistência integral, além acompanhamento pedagógico, psicológico, alimentação, projetos culturais e a oportunidade de participarem do programa socioeducativo profissionalizante na área administrativa com grade curricular validada pelo Ministério do Trabalho.

Os adolescentes são encaminhados para as empresas conveniadas, e recebem a formação de profissionais competentes e cidadãos conscientes de seus direitos e deveres perante a sociedade.

O objetivo da Instituição é promover assistência social, por meio da integração ao mundo do trabalho, para adolescentes e jovens da comunidade de Piracicaba em situação de vulnerabilidade e risco social e dificuldade de acesso a bens e serviços, independentemente de contraprestação do usuário.

A Instituição tem ainda como objetivo, contribuir com a formação político-cidadã, desenvolvendo e/ou resgatando e/ou fortalecendo o protagonismo por meio da reflexão crítica permanente como condição de crescimento pessoal e construção da autonomia para o convívio social, embasada nos princípios da ética, da dignidade e da liberdade.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Homenagem Thiago Ribeiro

Notícias relacionadas