PIRACICABA, SÁBADO, 13 DE AGOSTO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE JUNHO DE 2022

Audiência pública analisou integração da Fumep ao Parque Tecnológico


Audiência buscou analisar processo de integração territorial e de que equipamentos da Fundação Municipal de Ensino ao sistema de desenvolvimento do Parque Tecnológico



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho" e

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho" e
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Laércio Trevisan Jr. (PL) preside a CLJR e foi quem conduziu a audiência

Laércio Trevisan Jr. (PL) preside a CLJR e foi quem conduziu a audiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Pedro Chamochumbi, agente de inovação e assessor de projetos especiais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur)

Pedro Chamochumbi, agente de inovação e assessor de projetos especiais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (6 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Pedro Chamochumbi, agente de inovação e assessor de projetos especiais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur)

Pedro Chamochumbi, agente de inovação e assessor de projetos especiais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (7 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Guilherme Mônaco de Mello, Procurador-geral do município

Guilherme Mônaco de Mello, Procurador-geral do município
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (8 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Sílvia Morales (PV)

Sílvia Morales (PV)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (9 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Rai de Almeida (PT)

Rai de Almeida (PT)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (10 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Sérgio Maluf Chaim, presidente da Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba) e do Ipplap (Instituto de Pesquisa e Planejamento de Piracicaba)

Sérgio Maluf Chaim, presidente da Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba) e do Ipplap (Instituto de Pesquisa e Planejamento de Piracicaba)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (11 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Renato de Albuquerque Ferreira, Diretor-executivo da Fumep

Renato de Albuquerque Ferreira, Diretor-executivo da Fumep
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (12 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Laércio Trevisan Jr. (PL) preside a CLJR e foi quem conduziu a audiência

Laércio Trevisan Jr. (PL) preside a CLJR e foi quem conduziu a audiência
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (13 de 13) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu na tarde desta quarta-feira (8) no plenário "Francisco Antônio Coelho"






A inclusão da Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba (Fumep) ao perímetro do Parque Tecnológico de Piracicaba foi debatida em audiência pública realizada no plenário da Câmara Municipal de Piracicaba na tarde desta quarta-feira (8).

Solicitada por meio do requerimento 406/2022, assinado pela Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Casa (CLJR), a audiência buscou permitir uma melhor compreensão do conteúdo do projeto de lei complementar 10/2022, de autoria do Executivo, e que pretende integrar a Fundação - cuja área possui cerca de 25 mil metros quadrados -, aos limites do Parque Tecnológico.

Atualmente com 2.270.527,91 m2, caso a inclusão se concretize, o Parque passará a contar com 2.496.825,78 m2.

Publicidade - O presidente da CLJR, vereador Laércio Trevisan Jr. (PL), que foi quem conduziu a audiência, lembrou que as discussões realizadas buscam dar publicidade aos atos públicos, e que vê como positiva a integração da Fumep ao Parque: “é muito bom para a cidade de Piracicaba, principalmente na questão educacional e tecnológica. Ela amplia o perímetro e inclui a Fundação. O parque será expandido, principalmente pela questão dos laboratórios existentes, salas de aulas e anfiteatros, e muitos projetos poderão ser desenvolvidos”, disse o parlamentar na abertura dos trabalhos.

Para o Procurador-geral do município, Guilherme Mônaco de Mello, a expansão do Parque “potencializa as ações e projetos da instituição, impulsionando as políticas públicas de inovação e capacitação profissional. Revela-se, de fato, um projeto de extrema importância para o desenvolvimento da nossa cidade”.

Novas frentes - O agente de inovação e assessor de projetos especiais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur), Pedro Chamochumbi, lembra que o Parque Tecnológico, desde sua inauguração em 2012, tem as atividades voltadas ao agronegócio como o seu carro-chefe.

Com a inclusão da Fumep, de acordo ele, o objetivo é aproveitar a localização geográfica e a infraestrutura nela já existentes e, assim, possibilitar ao Parque expandir a sua atuação para outras áreas: “se olharmos para o agronegócio, esse sistema de inovação é muito completo. Se olharmos para outras verticais que nós temos vocação, como a indústria de base, a construção civil, a tecnologia da informação, a saúde, nós também temos ecossistemas, mas que precisam ser estruturados e trabalhados nessa estrutura de inovação mais robusta, e a Fumep é esse ambiente perfeito”, salientou.

Ele ainda acrescentou que a Fundação: “é uma estrutura magnífica, excelente para o desenvolvimento da indústria de base, da manufatura básica e pesada, ou seja, solda, fundição, modelagem, todo o processo de usinagem, além das engenharias de produção, elétrica, eletrônica, ambiental. São inúmeros cursos e uma comunidade muito rica. É um equipamento municipal que estava ali, encostado no parque tecnológico, e com um potencial imenso de alavancar novas verticais”. 

NAGI – De acordo com Pedro Chamochumbi, um dos primeiros movimentos com foco na integração Fumep-Parque é a implementação, dentro da Fumep, do Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação (NAGI), “um ambiente coworking, localizado na biblioteca, que vai acolher startups e empreendedores gratuitamente nesse ambiente através dos programas da Semdettur, dentro de um período de residência, onde nós oferecemos também a oportunidade de entender os desafios do mercado e da indústria em relação a capacitação e desenvolvimento tecnológico”, explicou.

Ainda segundo ele, além do NAGI, que deve ser em breve inaugurado pela Semdettur, já vigora um termo de cooperação entre a Fumep e a Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) - entidade que por meio de um convênio celebrado com a Prefeitura faz a gestão do Parque Tecnológico – e que possibilitará que “esse acoplamento seja feito sem nenhum tipo de choque de gestão”.  

De acordo com Pedro, a receita gerada nos serviços prestados dentro da Fundação serão revertidos ao Parque Tecnológico que, por sua vez, “fará o investimento no próprio território da Fumep dos recursos que são gerados ali. Isso já está dentro de uma cooperação firmada entre a entidade e a Fundação Municipal de Ensino, que também não altera a sua natureza jurídica como entidade prestadora de serviços educacionais através de suas quatro instituições: a Cotip (Colégio Técnico Industrial de Piracicaba), a EEP (Escola de Engenharia de Piracicaba), o CPG (Centro de Pós-Graduação) e o CEP (Centro de Educação Profissionalizante de Piracicaba)”, detalhou o técnico da Semdettur.

Primeiras discussões – A vereadora Sílvia Morales (PV), do mandato coletivo “A cidade é sua”, aluna egressa da instituição e que também nela já lecionou, diz, em princípio, ver com “bons olhos” a inclusão.

De acordo com a parlamentar, como o projeto prevê questões relacionadas ao zoneamento urbano, o mesmo deve ser também apreciado pela Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara, o que permitirá “a análise do mérito da matéria”, pontuou.

A vereadora Rai de Almeida lembrou que a matéria deve, igualmente, ser apreciada pela Comissão de Educação, Esportes, Cultura, Ciência e Tecnologia do Legislativo piracicabano, e disse também que, incialmente, não vê problemas na integração. Ela, no entanto, reforçou a necessidade de que os “papéis e contrapartidas” dos agentes envolvidos no projeto sejam melhor explicitados, e solicitou o acesso ao termo de cooperação assinado entre a Apla e a Fumep.

O presidente da Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba) e do Ipplap (Instituto de Pesquisa e Planejamento de Piracicaba), Sérgio Maluf Chaim, citou iniciativas semelhantes já desenvolvidas em outras cidades paulistas e disse acreditar que “estamos no caminho certo. Isso vai ser um ponto de virada da nossa querida EEP e Fumep”.

O diretor-executivo da Fumep, Renato de Albuquerque Ferreira, classificou como “muito importante” para a Fundação a sua integração ao Parque Tecnológico, e disse que “a partir desse momento, vamos passar a trabalhar muito mais a inovação”.

Para ele, a integração permitirá mais investimentos em tecnologia e a aproximação com hubs de desenvolvimento tecnológico nas áreas de TI (Tecnologia da Informação), construção civil e metalurgia, “completando o trabalho que hoje é feito pelo próprio Parque, principalmente voltado ao agro. Poderemos juntar nossos esforços, utilizando dos nossos mais de 40 laboratórios, que ficam à disposição para esse projeto de desenvolvimento não apenas do município, mas que pode se seguir para toda a Região Metropolitana de Piracicaba”.

Os vereadores Wagner Oliveira (Cidadania) e Fabrício Polezi (Patriota) também participaram da audiência pública, que foi transmitida ao vivo pela TV Câmara e pode ser revista, na íntegra, no vídeo localizado no canto superior esquerdo da página.



Texto:  Fabio de Lima Alvarez - MTB 88.212
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Fabio de Lima Alvarez - MTB 88.212


Câmara Comissão de Educação, Esportes, Cultura, Ciência e Tecnologia Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Laércio Trevisan Jr Rai de Almeida Silvia Maria Morales

Notícias relacionadas