PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 20 DE MAIO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

14 DE JANEIRO DE 2022

Vereadores conhecem proposta para Piracicaba ter 'Casa SP Afro Brasil'


Acácio Godoy, Thiago Ribeiro e Paulo Campos foram apresentados à proposta em reunião com o secretário Adolpho Queiroz.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução


Em reunião na tarde desta quinta-feira (13), na Secretaria Municipal da Ação Cultural, os vereadores Acácio Godoy (PP), Thiago Ribeiro (PSC) e Paulo Campos (Podemos) acompanharam a apresentação da proposta para trazer a Piracicaba o projeto Casa SP Afro Brasil.

Os parlamentares foram convidados pelo secretário Adolpho Queiroz para a apresentação, da qual também participaram Agnaldo Oliveira e Lúcia Silveira, respectivamente presidente e secretária do CDCPN (Centro de Documentação, Cultura e Política Negra), e Adney Araújo, presidente do Conepir (Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra).

Adolpho e o CDCPN apresentaram a proposta aos vereadores, após o secretário e Lúcia Silveira terem ido a São Paulo (SP) conhecer a iniciativa, em reunião na Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa. A primeira fase do projeto Casa SP Afro Brasil prevê a construção de dez centros de apoio para a população negra do Estado —Piracicaba é uma das cidades que se candidataram a receber um deles.

Acácio Godoy enfatizou que o projeto é "importante e traz cidadania, atendendo aos anseios da comunidade negra de Piracicaba". Paulo Campos e Thiago Ribeiro também enalteceram a iniciativa, por seu perfil histórico e educativo e por ser voltada ao esporte e à inclusão social. Agnaldo Oliveira e Adney Araújo classificaram a candidatura como "um dia histórico para Piracicaba".

Entre os objetivos do projeto estão o reconhecimento e a valorização da história e da cultura afrobrasileiras, a promoção de políticas públicas de desenvolvimento social e econômico, o enfrentamento ao racismo religioso, institucional e estrutural e a garantia de acesso aos serviços e programas do governo estadual.

As unidades oferecerão atendimento de justiça e cidadania por meio do programa "São Paulo contra o Racismo", atendimento de saúde da população negra, ensino da história e da cultura afrobrasileiras, oficinas culturais e culinárias negras e curso de gestão.

A Casa SP Afro Brasil é vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional, em parceria com as pastas de Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social, Educação, Saúde, Cultura e Economia Criativa, Justiça e Cidadania, Esporte e Lazer e Habitação, por meio da CDHU. Seus objetivos coincidem com os da Década Internacional de Afrodescendentes (2015-2024), proclamada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas e que tem como tema "Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento".



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Cultura Paulo Campos Acácio Godoy Thiago Ribeiro

Notícias relacionadas