PIRACICABA, SÁBADO, 27 DE NOVEMBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

15 DE OUTUBRO DE 2021

Vereador critica tentativa de impedir sua entrada para fiscalizar UPA


Cássio Luiz Barbosa criticou a tentativa de funcionário da Organização de Saúde responsável pela gestão da UPA Piracicamirim de impedir sua à unidade no final de semana.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Dificuldade para fiscalizar UPA do Piracicamirim é tema de fala do vereador Cássio Luiz Barbosa durante a 38ª reunião ordinária de 2021






A pretensa tentativa de impedir o vereador Cássio Luiz Barbosa (PL) de fiscalizar os serviços médicos realizados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Piracicamirim, atualmente sob gestão de uma Organização de Saúde (OS), foi um dos temas de discurso do parlamentar ao fazer o uso regimental da tribuna durante a 38ª reunião ordinária de 2021 da Câmara Municipal de Piracicaba nesta quinta-feira (14).

Cássio relatou que houve tentativa, por parte de funcionários da OS, de impedirem a sua entrada na UPA, que tinha como objetivos verificar possíveis problemas no atendimento oferecido a crianças no último final de semana: "não precisa ser vereador para cobrar o direito do cidadão, não. Agora, querer intimidar a gente, um representante da OS querer chamar polícia para um fiscalizador do povo... Ele falou que ia chamar a polícia, e eu esperei lá. Inclusive eu fiz dois boletins de ocorrência, e vou entrar no Ministério Público por quebra de contrato, isso é uma quebra de contrato", disse.

"Se a empresa está lá para prestar um serviço e não prestou o serviço,  tem que rever, realmente, tem que abrir uma sindicância", defendeu o parlamentar.

Ele também disse que, durante sua visita à Unidade, foi chamado à sala de um dos médicos, um clínico geral que, a despeito de sua especialidade, estava fazendo as vezes de pediatra: "eu não vou dizer o nome do médico que me falou: Cássio, eu sou clínico geral e estou atendendo crianças, fazendo papel de pediatra. Isso não é a minha função.... Isso não fui eu quem falou, isso foi o profissional que me chamou dentro da sala para falar isso, esse grande absurdo de uma empresa que está recebendo repasse de dinheiro público, que deveria prestar o serviço", disse Cássio. 

Ele também criticou a falta de informações sobre a morte de um homem e de uma menina ocorridas recentemente no pronto-socorro do Vila Sônia: "a Ágata veio a falecer no pronto-socorro do Vila Sônia, e até agora a família está esperando o processo, nada vai trazer a vida da menina de volta. Também tive o caso de um pai de família que entrou três vezes no PS do Vila Sônia para o atendimento de dor de cabeça. Não fizeram nenhum tipo de exame nele e ele saiu de lá morto, deixou 2 filhos. E ninguém fala nada". 

O vereador também usou o tempo a ele reservado na tribuna para parabenizar o trabalho do secretário municipal de cultura Adolpho Queiroz que, segundo o parlamentar, está "abrindo as portas para os artistas da cidade que tiveram que ficar parados por muito tempo devido à pandemia".

Por fim, Cássio também falou sobre uma ação beneficente prevista para acontecer neste domingo, o "Ação Piracicaba", voltada principalmente à prevenção dos cânceres de colo de útero e de mama. 

"É um momento para convidar toda a população para este evento, que vai começar às 8h e vai até o meio-dia, e será voltado ao público para que ele possa ir com a família, tirar dúvidas e fazer exames", finalizou o parlamentar. 



Texto:  Fabio de Lima Alvarez - MTB 88.212
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Legislativo Cassio Luiz

Notícias relacionadas