PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 20 DE OUTUBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

17 DE SETEMBRO DE 2021

Salão Internacional de Humor recebe moção de aplausos


Trevisan entregou a homenagem na manhã desta sexta-feira.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Matheus Tibúrcio (1 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Matheus Tibúrcio (2 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Matheus Tibúrcio (3 de 3) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Matheus Tibúrcio Salvar imagem em alta resolução


O vereador Laercio Trevisan Jr. (PL) entregou na manhã desta sexta-feira (17) a moção de aplausos 186/2021 ao Salão Internacional de Humor de Piracicaba, em reconhecimento ao destaque e à valorização da cultura e dos artistas. Até o momento, 1.700 pessoas visitaram a atual edição, a 48ª da história, que pode ser visitada de quinta a domingo, das 10h às 17h, no Parque do Engenho Central, até o próximo dia 3.

A homenagem foi entregue ao secretário municipal da Ação Cultural, Adolpho Queiroz, ao diretor José de Arimateia Silva Júnior, o Júnior Kadeshi, e ao auxiliar administrativo Eduardo Ferraioli Ducatti, também extensiva ao prefeito Luciano Almeida e ao presidente da atual edição, Paulo Bonfá.

Neste ano, o Salão conta com 308 obras de 349 artistas de 49 países e foi aberto em cerimônia no último dia 4, quando foram anunciados os vencedores. Os temas predominantes desta edição são a pandemia da Covid-19, a vacina contra a doença, as autoridades políticas, as redes sociais e o drama dos refugiados. O Prêmio Escultura 2021 será entregue ao escolhido pelo júri popular, Alceu Marozi Righeto.

Trevisan ressaltou a realização do 19º Salãozinho de Humor, exposto nesta edição, que reúne desenhos e esculturas feitos por crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, e comentou o surgimento do Salão, em 1974, em meio à ditadura militar, como uma iniciativa de um grupo de artistas, jornalistas e intelectuais piracicabanos.

Adolpho Queiroz falou sobre o orgulho de ser um dos fundadores do Salão, "um dos maiores e mais antigos salões de humor de todo o mundo e um dos principais projetos culturais da cidade". "Uma das mais antigas iniciativas do segmento no mundo, há quase 50 anos, o Salão Internacional de Humor de Piracicaba segue cumprindo seu papel no universo das artes gráficas, nutrindo um espaço de reflexão, discussão e inovação sobre a arte e o humor."

Na cerimônia de abertura, o prefeito Luciano Almeida afirmou que o Salão Internacional de Humor é "tradição da nossa história e, assim, permite a Piracicaba o seu reconhecimento como uma cidade cultural que eleva o nome de artistas de várias partes do mundo".

O Salão é realizado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural, e pelo Centro Nacional de Documentação, Pesquisa e Divulgação do Humor Gráfico de Piracicaba.

HOMENAGEM AO SALÃO - A entrega da moção de aplausos à equipe do Salão Internacional de Humor foi realizada na praça Antonio Benites, no Parque do Mirante, onde a SEMAC instalou uma placa identificando o local, hoje, mas a denominação foi feita em dezembro de 1989.

O evento contou com a presença de Augusto, Rosangela, Ariovaldo, filhos de Benites. Trevisan lembrou que o elevador do Mirante, na ponte Caio Tabajara Esteves, foi denominado em homenagem ao filho de Benites, Antonio Carlos Benites.

Segundo Trevisan, a ideia de convidar a família Benites para a entrega da moção de aplausos ao Salão Internacional de Humor visa resgatar a história do Mirante, que foi instalado pelo Barão de Rezende, que mandou construí-lo para o salto em suas terras, em 1906. Já em 1962, o então prefeito Francisco Salgot Castillon inaugurou o novo Parque do Mirante, no dia do aniversário de Piracicaba. Trevisan destacou ainda a fundação do Engenho Central, em 19 de janeiro de 1881, há 140 anos, por um dos homens mais importantes da história de Piracicaba, o Barão de Rezende.

O restaurante Mirante foi inaugurado em 2 de agosto de 1962 por Henrique Cardoso e Rondino. Já em 1968, Antonio Benites assumiu o local, onde fez parte da história de Piracicaba por mais de 40 anos. A família Benites foi responsável pela construção do anexo do restaurante, em 1972, com 1.500 metros quadrados, além da construção da base da Guarda Civil Municipal.

"A família Benites e o restaurante do Mirante fazem parte da história do Engenho Central e de Piracicaba, um importante cartão postal da cidade. Um local muito frequentado e que gerou inúmeros empregos, renda e turismo", destacou Trevisan, lembrando seu empenho, junto à Prefeitura, para reativar o antigo restaurante para a iniciativa privada.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Homenagem Laércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas