PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

30 DE JUNHO DE 2021

Reunião pede prioridade de lactantes para a vacinação


Vereador André Bandeira apresentou a grupo presente em reunião no Centro Cívico a moção de apelo 123/2021, que solicita a prioridade ao governador e ao prefeito.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Reunião aconteceu nesta segunda-feira

Reunião aconteceu nesta segunda-feira
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Reunião aconteceu nesta segunda-feira

Reunião aconteceu nesta segunda-feira
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Reunião aconteceu nesta segunda-feira



Com o objetivo de tratar da vacinação prioritária de lactantes no município, o vereador André Bandeira (PSDB) participou de reunião, nesta segunda-feira (28), no Centro Cívico. No encontro, estiveram presentes a representante do grupo Lactantes pela Vacina de Piracicaba Viviane Oliva, o coordenador da Vigilância Epidemiológica, Moisés Taglieta, e as representantes da área de imunização Fernanda Menini e Carina Corrêa.

André Bandeira apresentou ao grupo a moção de apelo 123/2021, que solicita ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e ao prefeito Luciano Almeida (DEM) que incluam as lactantes na lista de prioridade da vacinação contra a Covid-19.

Viviane Oliva ressaltou a importância da amamentação e relacionou uma lista de municípios que já iniciaram a vacinação do grupo como prioritário. De acordo com ela, algumas cidades que não conseguiram a inclusão das lactantes abriram um pré-cadastro para terem a informação de quantas existem na cidade.

"Minha sugestão é de que seja feita de maneira progressiva, começando a vacinar mães de bebês de até 4 meses e, conforme a disponibilidade de doses, isso ir aumentando", disse Viviane.

Moisés Taglieta informou que existe um documento, atualizado pelo governo do Estado na semana passada, que exclui as lactantes do grupo de prioridade. "Não há um grupo prioritário de vacinação específica, no entanto está autorizada a vacinação às lactantes pertencentes a um dos grupos prioritários que já iniciaram a imunização."

O coordenador da Vigilância Epidemiológica sugeriu ainda que fosse enviado um documento de solicitação ao Estado, mas informou que não farão o pré-cadastro "porque têm medo de gerar uma falsa expectativa".

"Em parceria com o grupo de lactantes, tentaremos realizar um pré-cadastro para ver quantas lactantes podem ser vacinadas. Continuarei cobrando o governador para que esse grupo seja priorizado", destacou André Bandeira.



Texto:  Assessoria parlamentar Pedro Paulo Martins
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Saúde Coronavírus André Bandeira

Notícias relacionadas