PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 5 DE JULHO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

22 DE JUNHO DE 2021

Requerimento reclama falta de ônibus a trabalhadores após 10 da noite


Elaborado pelo vereador Cássio Luiz, requerimento aprovado ontem (21) cobra explicações da Prefeitura sobre plano emergencial que possa contemplar estes cidadãos



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Requerimento reclama falta de ônibus a trabalhadores após 10 da noite






Requerimento 653/2021, de autoria do vereador Cássio Luiz Barbosa, o Cássio Fala Pira (PL), aprovado em discussão única, na 19.ª reunião extraordinária de ontem (21) solicita informações do Executivo sobre a falta de ônibus para trabalhadores após as 22 horas. A discussão do tema suscitou a participação de mais parlamentares, que se manifestaram sobre a importância destes serviços. 

No requerimento, Cássio Luiz observa que de acordo com o decreto municipal 18.772/2021, no artigo segundo, o parágrafo primeiro, o uso permanente de máscaras de proteção facial fica instituída no período entre 22 horas e 05 horas, havendo a restrição de circulação de pessoas no âmbito do Município de Piracicaba, excetuada tal restrição apenas ao desempenho de atividades essenciais, onde também é vedada qualquer tipo de aglomeração.

Cássio Luiz também considera as inúmeras demandas recebidas em seu gabinete, sobre trabalhadores da rede de varejo, que têm sua saída do trabalho às 21 horas, avaliando que o tempo envolvido entre a saída destes trabalhadores até a chegada dos mesmos aos terminais de ônibus municipais, demora entre 20 e 30 minutos.

O parlamentar observa que a chegada dos trabalhadores no terminal de ônibus municipal acontece entre 21:20 e 21:30 horas, onde muitas vezes não há ônibus para que possam retornar às suas casas, causando sérios transtornos aos trabalhadores que necessitam exclusivamente do transporte público para se locomover entre o seu trabalho e sua casa.

No requerimento, Cássio Luiz pergunta se o Executivo tem ciência destes fatos. E, qual é o plano emergencial do Executivo para que estes trabalhadores consigam voltar tranquilamente para suas respectivas casas. Além de outras informações oportunas.

Discussão

"Acredito que não somente esse vereador, mas todos têm recebido várias reclamações sobre os ônibus. Eu estou colocando esse requerimento, porque as pessoas saem do trabalho, do supermercado, do varejão e de outros lugares e, ficam lá, no terminal, não tem ônibus”, destacou Cássio Luiz, na leitura do requerimento. 

O parlamentar diz acreditar que o secretário não pega ônibus, pois isso é falta de respeito para esse pessoal que pega ônibus. "É a mesma realidade do povo brasileiro, quando chega lá, não tem ônibus, eu gostaria de chamar a atenção do senhor secretário, eu mandei notificação para o senhor, sobre a falta de ônibus, no Sônia, Santa Teresinha, Boa Esperança e Vida Nova. Não tem ônibus, o pessoal do Vida Nova está jogado", disse o vereador, que ainda comentou sobre o bairro Novo Horizonte, na região do São Jorge, onde as pessoas de baixa renda sempre pagam o pato.

Cássio Luiz pediu para que o requerimento seja respondido de forma séria, na condição do vereador representar o universo das quase 500 mil pessoas do município. "Espero que seja respondido e resolvido, não somente engavetado", disse.

O vereador Fabricio Polezi (Patriota) também discutiu o teor do requerimento e, defendeu a linha de pensamento de Cássio Luiz. "Eu tenho o oficio 39, sobre o uso de transporte, em 2 de fevereiro, sobre a aplicabilidade de van, perua e micro-ônibus, como meio de transporte alternativo. Não tem ônibus nas periferias, nos lugares mais afastados, o pessoal sem transporte público, eu estive de novo no Distrito de Artemis, recolhemos mais de 400
assinaturas, a linha 401 não tem horário ofertado, são dois horários apenas", disse.

"Quando que vocês vão levar isso aqui a sério, alô, prefeitura, quando vocês vão levar a
sério. Quando enche o hospital de gente, a culpa é do lojista, não do ônibus lotado. Ninguém apresenta uma alternativa para desafogar o transporte público, para desaglomerar a população. Eu tenho vários pedidos. O  que está faltando para levar isso aqui a sério, eu tenho e procuro por respostas e não tem. Um dos ofícios está incluso vários artigos da nossa Lei Orgânica, para dar auxilio aos motoristas de vans, que foram atacadas pela pandemia", relatou.

O vereador Trevisan Jr. (PL) também discutiu o requerimento. "Tudo é possível para melhorar, abre x vagas para melhorar o transporte nesta pandemia e garanto que as vans que circulam na cidade é 10 anos mais nova do que os ônibus que circulam por aí, tem que ter alternativa em relação à isso, é claro que todos os dias nós acompanhamos o aumento de contaminados por Covid, a maior parte é por aglomeração, da proximidade, de 10, oito falecem da Covid grave, eu perdi um primo e um amigo semana passada, que não resistiram, se tem uma alternativa agora, tem que ser implantada, tem que ser credenciado suporte das vans, até que tenha uma licitação no final do ano, numa quantidade bem maior e necessária para a população que usa o transporte público, e a necessidade de se fazer na pandemia, isso é claro para todos os vereadores", relatou.

O vereador Paulo Camolesi (PDT) também fez suas ponderações: "Eu acho bacana a ideia de vocês em buscar alternativas, mas se vocês pegarem van também vai ser lotada. Eu vou falar para vocês, eu ando pegando ônibus, no sábado, desci no terminal do Centro, depois fui na avenida Rio das Pedras, existe uma coisa muito difícil que são os momentos de pico, que tem que se rever, o que a gente precisa tomar cuidado. Tem muita gente que não está
pegando ônibus e a maioria está morrendo do corona. Eu vejo as orientações que
nos passam, com todos os cuidados, máscara e álcool em gel. No descuido que tiver, a
gente pode passar a mão no rosto, coçar o olho. Muita gente que não pega ônibus, está morrendo, tem que se fazer um estudo em horário de pico. Durante o dia eu pego e não tem muita complicação", disse.

Paulo Camolesi entende que pouca gente sente o que esse povo humilde e pobre está passando dentro do ônibus. "É a questão do asfalto todo esburaco, fazem o conserto com aquela costela. Estou fazendo uma indicação, que neste novo recapeamento, que vai ter agora, que o prefeito olhe com carinho os corredores de ônibus, onde o ônibus está passando, eu concordo com vocês, essa questão de lotação, principalmente em horário de pico", ponderou.

Em aparte, na fala de Camolesi, o vereador Cássio Luiz defendeu sua propositura. "É um requerimento que a gente fez, é o que a gente vem falando, batendo na mesma tecla, numa cacetada só matar dois coelhos, foi uma promessa de campanha, isso foi conversado, foi uma promessa de campanha, ninguém é obrigado a combinar nada, mas se combinou, tem que cumprir, esse contrato com a Tupi, não vai permitir, porque neste País manda quem pode, obedece quem tem juízo, como o Trevisan colocou, tinha que ter uma alternativa, e além de tudo o pessoal das vans escolares, alguns perdendo as vans pelo banco e isso é promessa de campanha e promessa tem que ser cumprida", ressaltou.

Paulo Camolesi disse que concorda com Cássio Luiz. "Eu concordo com você, se precisa ajudar uma classe, se é promessa de campanha, que seja cumprida. Eu acho que se tiver um investimento pesado no transporte coletivo, é também questão de custo, a situação não é fácil", concluiu. 

Também em aparte, o vereador Fabrício Polezi disse: "quando a gente fala de transporte alternativo, é ser usado em momento alternativo, porque com as vans elas não vão se aglomerar nos ônibus, até mesmo porque é promessa de campanha."

A vereadora Rai de Almeida (PT) fechou o ciclo de discussões sobre o requerimento, lembrando que são muitas as reclamações que têm chegado até os gabinetes. "Há a necessidade do prefeito em ter uma posição com vistas em resolver essa problemática, não pode ter aglomeração, a recomendação é essa, mas os trabalhadores se submetem a andarem de forma muito aglomerada", disse. 



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Cassio Luiz

Notícias relacionadas