PIRACICABA, SÁBADO, 6 DE MARÇO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

05 DE FEVEREIRO DE 2021

Requerimento questiona se há separação de resíduos em ecopontos


Mandato coletivo A Cidade É Sua pergunta à Prefeitura se há segregação dos materiais para fins de coleta seletiva e qual a destinação dada a sobras da construção civil.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução


A gestão dos ecopontos e a destinação dada aos resíduos descartados neles estão entre as perguntas que a vereadora Silvia Morales (PV), do mandato coletivo A Cidade É Sua, faz ao Executivo no requerimento 94/2021, aprovado na Câmara nesta quinta-feira (4). Ela quer saber se estão sendo cumpridos os requisitos para disposição de 1 metro cúbico por dia por morador e como é feito esse controle. 

Silvia pondera que, embora hoje existam sete ecopontos em Piracicaba (Ártemis, Mário Dedini I, Mário Dedini II, Bosques do Lenheiro, Jardim Oriente, Cecap/Eldorado e Santo Antonio), "alguns encontram-se em manutenção". Por isso, o requerimento questiona quantos ecopontos estão "realmente em funcionamento" no município, como é feita a gestão deles e se ficam um porteiro e um técnico ambiental em cada recinto.

A vereadora do mandato coletivo, que também tem como membros Jhoão Scarpa e Pablo Delvaje, relata que, conforme vistoria realizada em alguns dos locais mantidos pela Prefeitura, "pudemos constatar diversas irregularidades, como mistura de resíduos e excesso de materiais descartados, inclusive transbordando para além do espaço do ecoponto, e a falta de funcionários".

O requerimento questiona a Prefeitura se, nos ecopontos, os resíduos são acondicionados separadamente, "com a segregação adequada dos materiais para fins de coleta seletiva", e se as sobras da construção civil são corretamente destinadas para algum triturador de entulho, a exemplo do equipamento existente na Emdhap (Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba). A propositura indaga, ainda, se o Executivo promove campanha com ações educativas para a população das regiões onde estão os ecopontos.

"A utilização dos ecopontos é de suma importância para que se evitem descartes irregulares de resíduos em áreas de preservação, próximas a córregos e nascentes, bem como em terrenos, praças e canteiros centrais, proporcionando a efetividade destes e precavendo impactos ambientas ao município", cita o requerimento.

 



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Legislativo Meio Ambiente Silvia Maria Morales

Notícias relacionadas