PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 28 DE JANEIRO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

26 DE NOVEMBRO DE 2021

Produtores independentes querem criar cota de tela para produção local


Eles não têm recursos para a distribuição de seus filmes nas salas de cinema das cidades



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Em reunião on-line, vereadora Silvia debateu criação de Agência de Cinema do Interior



A vereadora Silvia Morales (PV), do mandato coletivo A Cidade É Sua, participou na manhã da última quarta-feira (25) de reunião com produtores audiovisuais independentes. Da conversa também participaram Bruna Epiphanio, Rober Caprecci, Léo Rossi e Cris Mendes do Coletivo Cena 14 – Rede de Produtores Audiovisuais Independentes.

A cineasta Bruna Epiphanio explicou que o Cena 14 faz parte do ICine - Fórum de Cinema do Interior Paulista fundado em 2019. Ela disse que “fazem parte do ICine produtores audiovisuais de mais de 50 cidades do interior, litoral e grande São Paulo. Entre os nossos objetivos estão a criação de uma Agência de Cinema do Interior e de uma plataforma digital que possibilite a popularização das obras do cinema independente”.

Jhoão Scarpa, que também tem realizado produções audiovisuais, destacou que “grande parte das produções independentes tem verbas de editais públicos, como o ProAC, ou com recursos próprios. Porém, os editais não contemplam a modalidade ‘distribuição’, o que acaba fazendo com que os filmes deixem de circular nos circuitos mais tradicionais como as salas de cinema”, disse.

Bruna informou que existem muitas linhas na categoria de audiovisual como desenvolvimento, produção, finalização. Mas, para a criação de uma nova linha como a distribuição, seria necessário “aumentar o orçamento destinado à cultura. Porém, o que temos visto são tentativas de organizações em reduzir as cotas destinadas ao interior do Estado, além do que, temos orçamento muito inferior ao que deveria ser, já que o cinema e o audiovisual são áreas que geram recursos e fazem a economia circular”, afirmou.

Após a apresentação da composição e funcionamento do ICine pelos seus integrantes, a vereadora Silvia Morales trouxe como sugestão apresentar um projeto de lei que disponha sobre a criação de uma “cota de tela”, que garanta a exibição de produções audiovisuais independentes locais ou regionais nas salas de cinema das cidades.

Para a vereadora, “muito provavelmente, um projeto de lei nesse sentido tenha que ser apresentado via Assembleia Legislativa, por se tratar de uma prerrogativa do Estado. "Quando o Jhoão Scarpa trouxe essa ideia, começamos a nos articular essa discussão com o deputado Alex de Madureira (PSD). A proposta é de uma construção coletiva com produtoras, grupos e associações de audiovisual até que possamos encaminhar esse PL”, disse.

Como encaminhamento, a vereadora Silvia assumiu o compromisso de dar sequência à articulação com o deputado Alex de Madureira e, paralelamente, manter o diálogo com o ICine. O objetivo será de agilizar o processo de elaboração do projeto de lei.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Miromar Rosa - MTB 17.063


Cultura Silvia Maria Morales

Notícias relacionadas