PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 30 DE JUNHO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE JUNHO DE 2021

Falta de médico no Santa Fé gera discussão e requerimento ao Executivo


Propositura de autoria do vereador Cássio Barbosa foi confirmada na reunião extraordinária de ontem (7)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Falta de médico no Santa Fé gera discussão e requerimento ao Executivo






Requerimento 553/2021, de autoria do vereador Cássio Luiz Barbosa, o Cássio Fala Pira (PL), que deu entrada em regime de urgência na 13.ª reunião ordinária, quinta-feira (27) e que por falta de tempo regimental, devido às diversas manifestações de parlamentares sobre a condição da saúde pública em Piracicaba, ocasionou o seu adiamento, sendo aprovado nesta segunda-feira (7), na 16.ª reunião extraordinária, em discussão única. Além de Cássio Luiz, outros parlamentares também voltaram a se posicionar com relação à saúde pública da cidade.

No requerimento, o vereador Cássio Luiz quer saber qual o número de funcionários efetivos na UBS (Unidade Básica de Saúde), do Santa Fé; destes funcionários, quantos se encontram de férias ou afastados, qual o motivo de não haver um médico fixo para realizar as consultas sob demanda da unidade, qual é o plano emergencial do Poder Executivo para solucionar o problema relatado, qual a carga horária de um médico fixo em UBS; além de outras informações oportunas.

Cássio Luiz observa que o bairro Santa Fé possui um grande número de moradores que são usuários do SUS (Sistema Único de Saúde). Também avalia que a demanda para atendimentos a esses usuários é grande e essencial para o bairro.

O parlamentar também informa que nos dias de hoje somente não há um médico fixo para os atendimentos, gerando com isso demora no atendimento e estresse para os funcionários por não poderem dar um atendimento digno à população. Além de reconhecer que existem pacientes utilizando medicamentos controlados e que necessitam de atendimento médico para avaliação e receitas para a retirada desses medicamentos.

"Na UBS se encontra no momento apenas um médico 'volante', para atender as demandas dos bairros Santa Fé 1, Santa Fé 2, Santa Fé 3, Santa Ana e Santa Clara. Estamos falando de vidas e respeito ao ser humano. Como vereador que sou, tenho o dever de fiscalizar e legislar sobre os gastos públicos. O esclarecimento dos fatos aqui narrados nos causa indignação sobre o sofrimento causado a esses moradores que merecem uma saúde pública melhor e confiável", disse.

Discussão

"Muito boa tarde, eu quero, na verdade, discutir o 553/2021, sobre o Santa Fé, no caso deste requerimento, eu estive no local conversando com a enfermeira sobre a falta de médico, tive uma conversa com o secretário de Saúde, Filemon Silvano, para o retorno dos médicos lá, porque o Santa Fé I está desprezado", disse Cássio Luiz, no início de sua fala.

O parlamentar também avaliou que há falta de ginecologista em vários pontos da cidade."Eu estive no local, a gente está chamando atenção e espero que o secretário veja com responsabilidade e possa resolver da forma mais rápida possível", disse.

Cássio Luiz também falou de outro requerimento de sua autoria, o 559/2021, sobre o kit de alimentos das crianças. A discussão também contou com a participação de outros vereadores. 

 

 



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Rodrigo Alves - MTB 42.583
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Cassio Luiz

Notícias relacionadas