PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 13 DE AGOSTO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

07 DE JULHO DE 2020

Durante extraordinária, Coronel Adriana relata condenações do prefeito


Vereadora usou os cinco minutos regimentais para comentar sobre as condenações sofridas pelo prefeito Barjas Negri



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

Coronel Adriana (PSL) fez a leitura de partes de um relatório, durante reunião extraordinária desta segunda (6)






A vereadora Adriana Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PSL), apresentou, durante a 21ª reunião extraordinária, desta segunda-feira (6), uma relação dos processos que o prefeito Barjas Negri (PSDB) responde na justiça. Ela usou os cinco minutos regimentais, na condição de líder partidária, para comentar sobre os processos e sobre a votação do pedido de admissibilidade para processo que poderia causar a perda do mandato do prefeito.

“Ocorre que o prefeito responde a 87 processos e eu tenho um a um relatados aqui”, declarou a vereadora antes de dar início a leitura das condenações. Coronel Adriana citou processos com termos de ajustamento de conduta, dos anos de 2016 e 2017, sobre limpeza pública e merenda escolar; processos em andamento sobre a obras no anel viário da avenida Tancredo Neves e sobre a construção da Biblioteca Municipal; e também citou contratos de meio ambiente que, segundo ela, foram feitos sete aditivos.

De acordo com Coronel Adriana, além dos processos citados, que estão em análise, o prefeito Barjas Negri foi condenado em mais três processos: um em segunda instância, feito por órgão colegiado, com votação unânime e que se enquadra na lei da ficha limpa; e mais dois - da Piracicaba Ambiental e da construtora Concivi, responsável pela construção da escola do Bosques dos Lenheiros. Segundo a vereadora, o prefeito está com pedido de suspensão dos direitos políticos por 8 anos pelo processo da Concivi.

“É importante que nos pronunciemos para que ele veja que estamos vendo. Nós estamos aqui justamente para fazer isso e é isso que a gente quer, é isso que a população espera de nós”, afirmou Coronel Adriana, que também elogiou a coragem do denunciante que fez a representação contra o prefeito.

A vereadora, que votou favorável ao pedido de admissibilidade para processo contra o mandato do prefeito Barjas Negri (PSDB) na mesma reunião extraordinária, afirmou que “justamente por causa dos processos” presume-se que as condições de permanência do prefeito do cargo “ficam muito difíceis”. “Até que ponto vale a pena nos expormos e falar que está tudo bem?”, questionou Coronel Adriana.

 

 

 

 



Texto:  Daniela Teixeira - MTB 61.891
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Adriana Nunes

Notícias relacionadas