PIRACICABA, SÁBADO, 16 DE DEZEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE OUTUBRO DE 2017

Pâmela Cristina dos Santos defende direitos da mulher em Piracicaba


A fala da oradora popular suscitou a participação do presidente da Câmara, Matheus Erler, além das parlamentares Nancy Thame e Coronel Adriana.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução



Pâmela Cristina dos Santos Oliveira ocupou a tribuna popular, na 57ª reunião ordinária, ontem (5), para abordar a temática sobre a garantia de direitos da mulher no município de Piracicaba.

Pâmela enfatizou que, para a implementação de políticas públicas para além dos esforços da população e dos movimentos sociais, são necessários a sensibilidade e o interesse do Poder Público, envolvendo o Legislativo e o Executivo.

"Nós, do Coletivo Marias de Luta, juntamente com o Conselho Municipal da Mulher, o qual eu represento, viemos a público, novamente, apresentar urgência na implementação de políticas que garantam e assegurem os direitos e a vida da mulher piracicabana; mulheres essas que estão fadadas a sofrer ou continuar sofrendo violência doméstica e familiar, por contar com mínimas estruturas para a garantia desses direitos, enquanto, na contramão deste processo, os índices de casos contra as mulheres no município, assim como no país como um todo, só aumentam", disse.

A fala de Pâmela suscitou a participação do presidente da Câmara, Matheus Erler (PTB), e das vereadoras Nancy Thame (PSDB) e Coronel Adriana (PPS), com a sugestão de se criar um grupo de trabalho para conversar com o prefeito Barjas Negri (PSDB) sobre as demandas das mulheres, vítimas de agressões, que padecem pelas creches que fecham às 17h, pela falta de transporte público e por outras carências sociais.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas