PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JULHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

18 DE JUNHO DE 2019

Trevisan comenta ofícios do Tribunal de Contas e questiona projeto


Ele teceu críticas ao prefeito Barjas Negri e questionou cobranças por limpeza de passeios públicos



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Parlamentar ocupou a tribuna da Câmara, na 36ª reunião ordinária






Ao ocupar a tribuna da Câmara, nesta segunda-feira (17), o vereador Laércio Trevisan Jr. (PL) comentou sobre os dois ofícios encaminhados pelo Tribunal de Contas sobre desprovimento de recursos apresentados pelo prefeito Barjas Negri (PSDB).

O parlamentar também teceu críticas ao projeto de lei complementar 1/2019, que trata da limpeza, desobstrução e remoção de mato e residúos de passeios públicos e sarjetas e autorização para que proprietários de áreas urbanas com registro no Incra promovam uso agrícola das mesmas.

Trevisan destacou o conteúdo de um dos ofícios: no primeiro caso, houve licitação de R$ 2,7 milhões com a empresa Nutriplus. "É mais grave do que a gente pensa. São 180 dias de fornecimento de cesta básica ao funcionalismo público", declarou, ao classificar como crime de improbidade administrativa.

Ele também comentou sobre projeto de lei complementar 1/2019: "estamos pagando o dobro pelo IPTU e esse serviço não está sendo executado por quem deveria ser. É a mesma coisa com vaga em creche, você tenta e não acha. É o fim da picada o que se vê e presencia nesta administração", classificou.

Sobre o projeto, Trevisan disse que a responsabilidade é passada para o povo e, ao mesmo tempo, exclui a notificação ao proprietário. "O que era responsabilidade do Executivo, passa a ser do morador. Você para o IPTU para quê?", questionou.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: LegislativoLaércio Trevisan Jr

Notícias relacionadas