PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

14 DE SETEMBRO DE 2021

Parlamento Metropolitano de Piracicaba quer ação conjunta de prefeitos


Em reunião ordinária, nesta terça-feira (14), em Rio Claro, vereadores pedem articulação de frente que reúna os chefes dos Executivos.



EM PIRACICABA (SP)  

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro

Vereadora Rai de Almeida (PT)

Vereadora Rai de Almeida (PT)

Vereador Zé Carlos, presidente do Parlamento Metropolitano de Campinas

Vereador Zé Carlos, presidente do Parlamento Metropolitano de Campinas

Gustavo Perissinotto, prefeito da cidade de Rio Claro

Gustavo Perissinotto, prefeito da cidade de Rio Claro

Vereador Thiago Ribeiro (PSC)

Vereador Thiago Ribeiro (PSC)

Vereador Fabrício Polezi (Patriota)

Vereador Fabrício Polezi (Patriota)

Vereadora Ana Pavão (PL)

Vereadora Ana Pavão (PL)

Vereador Acácio Godoy (PP)

Vereador Acácio Godoy (PP)

Vereador Pedro Kawai (PSDB)

Vereador Pedro Kawai (PSDB)

José Pereira dos Santos (PSD), presidente da Câmara de Rio Claro

José Pereira dos Santos (PSD), presidente da Câmara de Rio Claro

Vereador Gilmar Rotta (Cidadania), presidente do Parlamento da RMP

Vereador Gilmar Rotta (Cidadania), presidente do Parlamento da RMP

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro

Vereador Josef Borges (Solidariedade)

Vereador Josef Borges (Solidariedade)
Salvar imagem em alta resolução

Reunião ordinária do Parlamento da RMP aconteceu na cidade de Rio Claro





Os integrantes do Parlamento da Região Metropolitana de Piracicaba, que reúne 24 municípios, cobram uma articulação dos prefeitos em torno da criação de frente dos chefes dos Executivos Municipais com o objetivo de fortalecer a atuação política nas demandas apresentadas pela população. Envolvendo 1,5 milhão de habitantes, a RMP foi sancionada pelo Governo do Estado no último dia 24. A cobrança aconteceu na manhã desta terça-feira (14), em reunião ordinária do colegiado, no Floridiana Tênis Clube, na cidade de Rio Claro. 

“Já foi formado o parlamento, já foi publicada a lei (que cria a RMP), por que não está funcionando”, questiona Gilmar Rotta (Cidadania), presidente da Câmara de Piracicaba e do Parlamento da RMP. “Tem que ter uma mobilização (dos prefeitos), dentro do papel de cada um, para iniciar o trabalho de fortalecimento da nossa região. Não adianta criar a RMP e não ter mobilização”, disse. 

Gilmar salienta que, desde que foi retomado o Parlamento da RMP, com a posse da nova mesa diretora, em 12 de julho, os vereadores estão trabalhando para levar as demandas da população aos órgãos responsáveis. “Já tivemos reunião com a concessionária Eixo-SP (em relação à cobrança dos pedágios), com o vice-presidente da Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) e iremos participar de encontro com o Ministério Público”, enumera o parlamentar.

Presidente do Parlamento Metropolitano de Campinas, o vereador José Carlos Silva, o Zé Carlos (PSB), enfatizou que a mobilização dos prefeitos é “muito importante” e acrescentou que os chefes dos Executivos “devem pensar no recurso ‘marco’, ou seja, para toda a região, e não mais apenas para a cidade”. 

“Os prefeitos precisam estar articulados entre eles, já que os problemas são comuns, como mobilidade, saneamento básico, entre outros, e os prefeitos precisam fazer a função deles, de buscar os recursos e o Legislativo apoia-lo para fazer valer a força que eles têm para trazer mais recursos para a região”, disse. 

O vereador José Pereira dos Santos (PSD), presidente da Câmara de Rio Claro e 2º-vice-presidente do Parlamento da RMP, avaliou que o interesse dos prefeitos crescerá a medida que o colegiado dos parlamentares demonstrar a atuação em torno das demandas da população.  “Eles vão vir porque é benéfico para eles”, disse, ao destacar a participação na reunião desta manhã dos prefeitos de Rio Claro, Gustavo Perissinotto (MDB), e de Santa Gertrudes, Lázaro Noé da Silva, o Gino (PL). 

Perissinotto disse que “nós (prefeitos) temos nos falado” e reconheceu a mobilização regional para que se consiga mais recursos, tanto do governo federal quanto do governo estadual, para atacar principalmente problemas da saúde, com a demanda represada por conta da pandemia, e na economia, que necessita se recuperar e gerar emprego e renda. “Quando a gente fala em nome de uma região, a gente tem mais poder”, disse que “isso (mobilização dos prefeitos) será feito”. 

REUNIÃO ORDINÁRIA – Durante a primeira reunião ordinária do Parlamento da Região Metropolitana de Piracicaba, foram apresentadas diversas demandas dos municípios integrantes. Dentre elas, um pedido de parlamentares da cidade de São Pedro em torno do atendimento oftalmológico, assim como o retorno da realização de cirurgias eletivas, paralisadas por conta da pandemia. 

Por conta destes questionamentos, a próxima reunião do Parlamento da RMP será no dia 19 de outubro, às 10h, na Câmara de Piracicaba. Para a ocasião, já foram convocados os representantes do DRS-X (Departamento Regional de Saúde) da Secretaria de Estado da Saúde e do Hospital Regional “Dra. Zilda Arns”, sob administração da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). 

Também participaram da reunião nesta manhã os vereadores de Piracicaba, Acácio Godoy (PP), Ana Pavão (PL), Fabrício Polezi (Patriota), Josef Borges (Solidariedade), Pedro Kawai (PSDB), Rai de Almeida (PT) e Thiago Ribeiro (PSC).



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Legislativo Gilmar Rotta Pedro Kawai Acácio Godoy Ana Pavão Josef Borges Thiago Ribeiro Rai de Almeida Fabricio Polezi

Notícias relacionadas