PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 25 DE MAIO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

03 DE DEZEMBRO DE 2021

Não devemos segmentar as pessoas com deficiência, defende Comdef


Durante suspensão do expediente, na 49ª reunião ordinária, o presidente Wander Viana dos Santos ressaltou os principais desafios desta população.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Wander Viana dos Santos, presidente do Comdef, destacou o trabalho do conselho






O presidente do Comdef (Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência), Wander Viana dos Santos, defendeu que, em busca de fortalecimento político, o movimento precisa se manter unido na busca por suas demandas. “Não devemos nos segmentar”, disse na noite desta quinta-feira (2), durante suspensão do Expediente da 49ª reunião ordinária da Câmara. “Temos que pensar que inclusão e acessibilidade têm que ser para todos.”

Empossado para presidir o Comdef durante o biênio 2020-2021, Viana dos Santos avalia dentro dos Direitos Humanos, existem os diversos segmentos, como negros, mulher, idoso, criança, LGBT e pessoas com deficiência – “esses outros, conseguem leis efetivas, mas infelizmente, às vezes no grupo de PCDs, as leis se segmentam”, classificou.

Mas ele lembrou que as conquistas da pessoa com deficiência tem amplitudes que vão além do próprio segmento. “Uma rampa, por exemplo, contribuir para quem está com carrinho de criança, quem usa muleta, para um idoso, e não só para o cadeirante”, avalia. “Por isso, precisamos pensar os PCDs sempre de modo global”, ressaltou.

Conselheiro do Comdef desde 2012, Viana dos Santos refletiu que, desde a posse, em janeiro de 2020, a proposta era fazer o diálogo junto à Câmara, “inclusive, por conta de novos vereadores a partir deste ano”, refletiu, mas o trabalho foi dificultado por conta da pandemia. “Temos um papel fiscalizador e deliberativo dentro de nossa competência, além de possuirmos várias comissões”, disse, ao se colocar à disposição do Legislativo.

Viana dos Santos também destacou que a pandemia exigir uma adaptação das atividades desenvolvidas pelo Comdef, com a realização de reuniões on-line, de lives e palestras. “Multiplicamos a ações nas mídias sociais e, com isso, crescemos bastante”, disse.

Ele também refletiu sobre a característica da pessoa com deficiência, “que é diferente do que existia há 10, 15 e 20 anos”, destacou. “Antes, era a pessoa que ficava em casa, com a família, se aposentava por invalidez, mas hoje não é assim, com as tecnologias, reabilitação, entre outros recursos, isso faz com que possa estudar, trabalho e ter vida social”, disse.

A suspensão do expediente foi solicitada pelo vereador Gilmar Rotta (Cidadania), autor do requerimento 977/2021, para marcar o 3 de dezembro, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, instituído em 1992 pela ONU (Organização das Nações Unidas). Na ocasião, o presidente do Comdef também elogiou a iniciativa do “Câmara Inclusiva”, voltado para ampliar a acessibilidade nos prédios do Legislativo.

O pronunciamento do presidente do Comdef foi elogiado pelos vereadores. Rotta destacou o trabalho do conselho em assessorar o Legislativo. “Vocês ajudaram muito nós a avançar na acessibilidade, principalmente desde 2019 e 2020”, destacou.

“Gostaria de parabenizar pela lucidez com que fala sobre políticas públicas e deficiências. Acredito que as políticas públicas devem ter essa raiz”, destacou Gustavo Pompeo (Avante), ao lembrar o lembra “nada sobre nós sem nós”, defendido pelo movimento PCD.

O vereador Pedro Kawai (PSDB) destacou a luta de Viana dos Santos e dos integrantes do Comdef. “Não é de hoje que conheço seu trabalho e dedicação, sempre à frente do trabalho no coletivo, você traz a participação e a inclusão como tem que ser”, disse.

A vereadora Silvia Morales, do mandato coletivo “A Cidade É Sua”, lembrou que estou, no início dos anos 1990, com Viana dos Santos, no Mello Moraes, e se colocou à disposição para manter o diálogo. “O gabinete está de portas abertas”, destacou.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Legislativo

Notícias relacionadas