PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 1 DE JUNHO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

27 DE MARÇO DE 2020

Lair se posiciona contra fim da quarentena e reabertura do comércio


Na tribuna, durante reunião extraordinária nesta quinta-feira, parlamentar perguntou quem escolheria a indústria, a empresa ou a conta bancária em detrimento de uma vida.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Lair Braga ocupou a tribuna durante reunião extraordinária nesta quinta-feira






O vereador Lair Braga (SD) se posicionou contra o fim da quarentena e a reabertura do comércio na cidade. Na tribuna, durante reunião extraordinária nesta quinta-feira (26), o parlamentar perguntou quem escolheria a indústria, a empresa ou a conta bancária em detrimento de uma vida.

Para ele, a vida deve vir sempre em primeiro lugar. "O comércio já começou a sentir os reflexos da quarentena e eu, mais do que ninguém, entendo a preocupação de todos, pois sem economia não há saúde, mas sem saúde não há vida", refletiu.

Embora esteja ciente do agravamento da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus e dos problemas que os comerciantes vêm enfrentando com o fechamento do comércio, o parlamentar defendeu que nenhuma opinião deve se sobrepor à de médicos e especialistas que afirmam que a orientação mais assertiva contra o contágio é fazer com que os trabalhadores fiquem em casa.  

"David Uip, um dos mais renomados infectologistas do Brasil, foi acometido pelo coronavírus. Como podemos ir contra os maiores infectologistas do Brasil e do mundo e propor a abertura do comércio? Se até os grandes países europeus estão em isolamento, por que aqui, em Piracicaba, vamos querer ir na contramão de tudo isso?", questionou.  

Ele ressaltou que a quarentena foi decretada pelo governo do Estado de São Paulo e deve ser acatada por todos os municípios. "Para reduzir os impactos, poderíamos solicitar, em conjunto com a Acipi [Associação Comercial e Industrial de Piracicaba], que é o órgão que regula o comércio de Piracicaba, que o governo federal incentive o comércio por meio de linha de crédito, por exemplo", sugeriu.

Ele lembrou que a Semtre (Secretaria Municipal de Trabalho e Renda), bastante procurada por comerciantes de menor poder aquisitivo, oferece "juros baixíssimos" e continua aberta e recebendo atendimentos via internet.

 



Texto:  Raquel Soares
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Lair Braga

Notícias relacionadas