PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 2 DE JUNHO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

28 DE FEVEREIRO DE 2020

Imóvel abandonado no Engenho Central gera preocupação


Dante Oliveira solicitou apoio da Câmara durante uso da Tribuna Popular



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução





Ao fazer uso da Tribuna Popular pela primeira vez, durante a 7ª reunião ordinária, realizada nesta quinta-feira (27), o munícipe Dante Roberto Oliveira, que abordou o tema infraestrutura urbana, segurança pública, sistema de educação e preservação do meio ambiente, iniciou sua fala citando em alemão uma frase do jurista Rudolf von Ihering, em que diz que "a paz não é ausência da guerra, mas a presença de justiça".

Em seguida falou de sua indignação com o poder público, devido a problemas que vêm ocorrendo nos bairros Terras do Engenho e Nova Piracicaba e no Engenho Central, que ele considera o pulmão de Piracicaba.

Durante sua fala ele mostrou fotos da avenida Sérgio Caldario, que dá acesso ao Engenho, "que se encontra em total estado de abandono" e a grande quantidade materiais descartados no local, como resíduos químicos, biológicos e matérias recicláveis. Segundo o orador, ali ocorre tráfico de drogas e cenas de sexo explícito 24 horas do dia.

Segundo Dante Oliveira, sua grande preocupação é o estado de abondando de imóvel tombado pelo Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba), localizado nas dependências do Engenho Central, que está sendo habitado por moradores de rua e usuários de drogas.

“Nessa noite, venho aqui pedir o apoio de vocês, para que agreguem ao nosso movimento, porque não é possível que o Engenho Central, um ponto turístico, possa ficar abandonado”, disse Dante, que pediu ajuda dos parlamentares e da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Dante contou que soube, em reunião com José Otávio Machado Menten, secretário Municipal de Defesa do Meio Ambiente, da existência de um projeto para transformar o Engenho Central em um jardim botânico, e que para isso será necessária uma verba de R$ 2 milhões.

Ele comentou que o canteiro central da avenida Sérgio Caldario será cimentado por particulares e que procurou diversos órgãos, mas nenhum teve solução para a situação, passando sempre o problema para outro, e que já solicitou o recape, revitalização e iluminação na via.

O orador também falou da reunião com a Associação de Moradores do Terra de Piracicaba, que contou com a participação de representantes dos moradores da Nova Piracicaba e, de forma irônica, disse que o verdadeiro carnaval é na região.

.



Texto:  Patrícia Moraes Sant'Ana - MTB 24.154
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tribuna Popular

Notícias relacionadas