PIRACICABA, SÁBADO, 24 DE FEVEREIRO DE 2024
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

24 DE OUTUBRO DE 2023

Guilherme Giovannoni recebe o título de 'Piracicabanus Praeclarus'


Ex-atleta foi homenageado com a maior honraria outorgada pela Câmara a pessoas nascidas no município, por iniciativa de Silvia Morales, do mandato coletivo A Cidade é Sua



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (4 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (5 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (6 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (7 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (8 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (9 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (10 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (11 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (12 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (13 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (14 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (15 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (16 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (17 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (18 de 18) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução


Jogador com inúmeras conquistas no basquete, Guilherme Giovannoni recebeu da vereadora Silvia Morales (PV), do mandato coletivo A Cidade é Sua, o título de "Piracicabanus Praeclarus", maior honraria outorgada pela Câmara a pessoas nascidas no município. A homenagem foi entregue ao ex-atleta em cerimônia realizada no ginásio "Waldemar Blatkauskas" no último sábado (21).

"Além do merecimento da homenagem e do reconhecimento à história e à importância do Guilherme Giovannoni no basquete brasileiro e internacional, a entrega do título de 'Piracicabanus Praeclarus' é a oportunidade de registrar na memória do município as contribuições desse grande piracicabano", enfatizou Silvia Morales, autora do decreto legislativo 20/2023.

O evento teve o apoio da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Atividades Motoras, do Clube de Campo de Piracicaba e do Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo. Estiveram presentes a titular da Selam, Maria Angélica Gonçalves da Silva, a Branca, que, assim como Guilherme Giovannoni, é ex-jogadora de basquete e defendeu a seleção brasileira; o responsável pelo ginásio, João Braga; o diretor-adjunto de basquete do Clube de Campo, Ivo Sérgio Passini; e o presidente do Cristóvão Colombo, Guilherme Michelin Pereira, o Tatinho.

A solenidade foi acompanhada pelos familiares do homenageado: o pai, Carlos Roberto Giovannoni, a mãe, Teresinha Antonialli Giovannoni, o irmão Rafael Giovannoni, a esposa, Gabriela Neves Giovannoni, e a filha, Manuela Neves Giovannoni.

Entre os amigos, estiveram presentes Elisabete Ferraciolli, primeira treinadora de Guilherme Giovannoni nas categorias de base e primeira mulher a arbitrar jogos da Federação Paulista de Basquete; Pedro Rando Neto, diretor de basquete do Cristóvão Colombo em 1991, quando o homenageado disputou pela categoria de base do clube seu primeiro Campeonato Paulista; e Carlos Eduardo Ferraro, responsável por levar o atleta ao Esporte Clube Pinheiros para jogar em São Paulo, ainda na categoria de base.

BIOGRAFIA - Nascido em 2 de junho de 1980, Guilherme Giovannoni, 43, é o mais novo dos três filhos do casal Carlos Roberto Giovannoni e Teresinha Antonialli Giovannoni —seus irmãos são Carlos Roberto Giovannoni Filho e Rafael Giovannoni.

Fez história em mais de 22 anos como jogador de basquete profissional no Brasil, na Espanha, na Itália e na Ucrânia, incluindo 16 anos na seleção brasileira. Foi também presidente da Associação de Atletas Profissionais de Basquetebol do Brasil de 2012 a 2016 e, atualmente, é analista de basquete dos canais ESPN, onde desde 2018 comenta os jogos da NBA, do NBB e de outros campeonatos da modalidade e participa do programa ESPN League.

Nas categorias de base, Guilherme Giovannoni jogou pelo Clube de Campo de Piracicaba de 1988 a 1990, pelo Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo de 1991 a 1993, pelo Rio Claro em 1994 e pelo Esporte Clube Pinheiros de 1995 a 1999. Nessa fase, conquistou os títulos estaduais do interior em 1992, 1993 e 1994 e foi campeão metropolitano e estadual entre 1995 e 1999. Em 1995, conquistou o título e também o prêmio de melhor jogador do Torneio Internacional Alberto Rosselo, atuando pela seleção paulista de basquete. Com a seleção brasileira, foi bicampeão sul-americano sub-16 e sub-18 e disputou o Mundial Sub-19 em Portugal.

Já no profissional, defendeu o Esporte Clube Pinheiros de 1997 a 1999; o Baloncesto Fuenlabrada, da Espanha, de 2000 a 2001; o Baloncesto Gijón, da Espanha, em 2001; o COC Ribeirão Preto em 2002; o Rimini Crabs, da Itália, de 2002 a 2003; o Benetton Treviso, da Itália, de 2003 a 2004 e em 2005; o Pallacanestro Biella, da Itália, de 2004 a 2005; o BK Kiev, da Ucrânia, em 2006; o Virtus Bologna, da Itália, de 2006 a 2009; o Brasília Basquete de 2009 a 2017; o Vasco de 2017 a 2018; e o Corinthians de 2018 a 2019.

Esteve em oito Ligas Sul-Americanas (2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016), seis Ligas da América (2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2016), três Euroligas (2003/2004, 2005/2006 e 2007/2008) e três Desafios Europeus da Fiba (Federação Internacional de Basquete).

Em 2004, sagrou-se campeão da Copa da Itália. Em 2006, chegou ao quadrangular final do Desafio Europeu da Fiba. Em 2007, disputou a final da Copa da Itália, a final do Campeonato Italiano e o quadrangular final do Desafio Europeu da Fiba. Em 2008, jogou a final da Copa da Itália. Em 2009, foi finalista da Copa da Itália e campeão do Desafio Europeu da Fiba. Em 2010, sagrou-se campeão do NBB (Novo Basquete Brasil) e da Liga Sul-Americana. Em 2011, foi campeão do NBB e chegou ao quadrangular final da Liga Sul-Americana. Em 2012, disputou o quadrangular final da Liga da América, foi campeão do NBB e conquistou o segundo lugar na Liga Sul-Americana. Em 2013, alcançou o quadrangular final da Liga da América e foi campeão sul-americano. E, em 2015, foi novamente campeão sul-americano.

Defendeu a seleção brasileira por 16 anos consecutivos, o que o levou a disputar dois Campeonatos Sul-Americanos (2001 e 2003), dois Jogos Pan-Americanos (2003 em Santo Domingo e 2015 em Guadalajara), oito Copas América (2001, 2003, 2005, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015), quatro Copas do Mundo Fiba (2002 nos EUA, 2006 no Japão, 2010 na Turquia e 2014 na Espanha) e duas Olimpíadas (2012 em Londres e 2016 no Rio de Janeiro).

Pela seleção, chegou à final do Campeonato Sul-Americano em 2001 e à final da Copa América em 2002; foi campeão sul-americano e campeão dos Jogos Pan-Americanos em 2003; foi campeão da Copa América em 2005 e 2009; disputou a final da Copa América em 2011; e conquistou o 5º lugar nas Olimpíadas de Londres-2012.

Ao longo de sua carreira, Guilherme Giovannoni também participou do Jogo das Estrelas do Desafio Europeu da Fiba em 2007, integrou quatro vezes a equipe das estrelas do NBB (2010, 2011, 2012 e 2015) e participou cinco vezes do Jogo das Estrelas do NBB. Foi, ainda, o MVP (jogador mais valioso) da Liga Sul-Americana em 2010, do NBB e das finais do NBB em 2011, das finais do NBB em 2012 e da Liga Sul-Americana em 2013.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rebeca Paroli Makhoul - MTB 25.992


Homenagem Silvia Maria Morales

Notícias relacionadas