PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 15 DE JULHO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE JUNHO DE 2019

Escolas: Ronaldo Moschini defende plano de evacuação por riscos


Plano envolverá todos os estabelecimentos de ensino privado e também poderá envolver escolas públicas



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Escolas: Ronaldo Moschini defende plano de evacuação por riscos



Evitar incidentes como o incêndio da boate Kiss, na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, totalizando 241 vítimas e, em caso mais recente, no incêndio que atingiu o Ninho do Urubu, como é conhecido o Centro de Treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, que deixou 10 mortos e três feridos, todos jogadores das categorias de base do clube carioca.

Com este objetivo, o vereador Ronaldo Moschini (CID) defende o ter do projeto de lei 102/2019, de sua autoria, em tramitação na Câmara desde o dia 27 de maio. E, que segue para análises das comissões internas para ser apreciado nas próximas reuniões ordinárias. 

O projeto estabelece que nos estabelecimentos de ensino privado é obrigatório o plano de evacuação em situações de risco iminente ou já instalado, considerando os aspectos do local,  características físicas e os sistemas de emergência disponíveis. Além de considerar como os professores, alunos, funcionários e outros responderão à uma situação de risco.

No plano de evacuação constarão a indicação do funcionário responsável pela revisão, atualização, divulgação e treinamento do plano de evacuação; as atribuições e conduta de cada um quando soar o aviso de alarme; a planta do local, detalhando cada porta e janela, a localização dos extintores de incêndio, as rotas de fuga e as saídas de emergência.

Também será contemplado o procedimento específico para evacuar as crianças pequenas e as pessoas com necessidades especiais. O plano de evacuação será treinado pelo menos uma vez no início de cada semestre.

Alarmes sonoros serão instalados em toda a área de circulação e acomodação de público, tais como ginásios, auditórios e lanchonetes.

"Colocamos como sugestão ao Executivo se assim achar necessário o plano de evacuação nas escolas públicas do município", destaca o parlamentar, relembrando o incêndio da boate Kiss, em que as precárias condições de evacuação fizeram aumentar consideravelmente o número de vítimas, servindo de alerta para a necessidade de os estabelecimentos de ensino não só disporem de um bom plano de evacuação, mas também de realizarem o respectivo treinamento, de modo a verificar não só a sua efetividade, mas também tornar aptas todas as pessoas que tem algum tipo de atividade no estabelecimento para bem se conduzirem em face de situações de risco. 

No incidente do Ninho do Urubu, Moschini também observa que o local não possuía o Certificado de Aprovação (CA), que atesta a existência e o funcionamento dos dispositivos contra incêndio.  O local, provisório, possuía seis quartos, com cinco camas em cada. O alojamento abrigava jovens de 14 a 17 anos, existia apenas uma porta de saída, e janelas com grades.

Para o parlamentar, são várias as razões para a adoção de um plano de evacuação, que poderá definir os riscos e, a partir de então, buscar minimizar os seus efeitos em relação aos indivíduos. Além de definir cenários de acidentes para os riscos identificados, princípios, normas e regras de atuação em face dos cenários possíveis.

O plano também poderá organizar os meios e prever as atribuições de cada um, desencadear ações oportunas para minimizar os efeitos do sinistro, evitar confusões, erros e a duplicação de ações, prevenir e organizar antecipadamente a intervenção e a evacuação e treinar procedimento a serem testados.

"Desse modo, se aparecer uma situação de risco ou na sua iminência, estarão dadas as condições necessárias para prevenir o pânico e permitir a mais rápida e segura evacuação do local", destaca o parlamentar. 

 

 

.



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: EducaçãoRonaldo Moschini

Notícias relacionadas