PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 4 DE MARÇO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

18 DE DEZEMBRO DE 2020

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba


Projeto da Mesa Diretora ganha respaldo dos vereadores ao destacar José Mariano, na defesa de referenciais negros, como a Igreja de São Benedito e Cemitério dos Escravos.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Adney Araújo, Aguinaldo Oliveira (Guina)

Adney Araújo, Aguinaldo Oliveira (Guina)
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (7 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (8 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Valéria Rodrigues, Filipe Vieira, Fábio Dionísio, Bruno Didoné

Valéria Rodrigues, Filipe Vieira, Fábio Dionísio, Bruno Didoné
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 20) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (10 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Adney Araújo, Aguinaldo Oliveira, Nancy Thame, Antonio Galdino, Marcos Abdala, Pedro Kawai, Matheus Erler, José Mariano, Coronel Adriana, Gilmar Rotta, André Bandeira

Adney Araújo, Aguinaldo Oliveira, Nancy Thame, Antonio Galdino, Marcos Abdala, Pedro Kawai, Matheus Erler, José Mariano, Coronel Adriana, Gilmar Rotta, André Bandeira
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (11 de 20) Salvar imagem em alta resolução

José Mariano, Coronel Adriana, Gilmar Rotta

José Mariano, Coronel Adriana, Gilmar Rotta
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (12 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (13 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (14 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (15 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Martim Vieira, José Mariano

Martim Vieira, José Mariano
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (16 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Matheus Erler, José Mariano, Coronel Adriana, Gilmar Rotta

Matheus Erler, José Mariano, Coronel Adriana, Gilmar Rotta
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (17 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (18 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (19 de 20) Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Câmara entrega Marco Histórico que foca a luta do negro em Piracicaba



A Câmara de Vereadores de Piracicaba, em ato da Mesa Diretora, com apoio dos demais parlamentares, na manhã desta sexta-feira, dia 18 de dezembro de 2020, realizou Ato Solene, às 10 horas, para oficializar a entrega do Marco Histórico que envolve o legado do povo negro em Piracicaba. O monumento está edificado no jardim do prédio principal da Câmara, na esquina das ruas José Alferes José Caetano com a Prudente de Morais, centro da cidade.

O Marco representa um gesto da Câmara para contemplar parte da luta do senhor José Mariano, que mesmo nos seus 85 anos de idade, segue em frente na defesa do patrimônio sociocultural e histórico que envolve o entorno da Igreja de São Benedito, destacando uma luta do Movimento Negro pelo reconhecimento aos mais de cinco mil africanos escravizados a que Piracicaba recorreu na época do Império.

O projeto da construção deste Marco Histórico teve a participação direta do Departamento de Documentação e Transparência da Câmara, dirigido por Bruno Didoné e da diretora do Departamento de Comunicação, Valéria Rodrigues. Além do jornalista Martim Vieira, que foi o autor do texto inscrito na placa, com retratação da Igreja de São Benedito e mapa que indica o local aproximado do Cemitério destinado aos escravizados, onde hoje está instalada a Escola Estadual Moraes Barros, na praça Jorge Tibiriçá, região central da cidade. Na placa também está inserido o nome dos 23 vereadores da gestão 2016-2020. 

O presidente da Mesa Diretora, Gilmar Rotta (CID) destacou a importância da Câmara, na pessoa dos 23 vereadores, que nos últimos anos acompanharam de perto a luta de José Mariano pelas causas que envolvem a Igreja e Irmandade de São Benedito, o que também inclui o Cemitério dos Escravos, já reconhecido pelo poder público municipal. 

Gilmar também reconheceu a contribuição da Câmara para com o legado da história do povo negro em Piracicaba, sendo que o Marco Histórico servirá de alerta e aprendizado para as futuras gerações, onde escolares e a população em geral poderão conhecer um pouco mais sobre a história do povo negro. "É um gesto da Câmara em homenagens aos negros", disse o parlamentar, lembrando que José Mariano nunca mediu esforços de luta, a exemplo de manifestação que fez na praça José Bonifácio, há 10 anos, quando se acorrentou em frente a Catedral de Santo Antônio para alertar a população e as as autoridades sobre a situação no entorno da Igreja de São Benedito. 

Emocionado, José Mariano agradeceu todos os 23 vereadores, e disse que não esperava uma homenagem desta envergadura, mas reconheceu o quanto a Câmara de Piracicaba tem sido solidária com sua luta, que reflete a aspiração de muitos negros e negras que nem sempre tem voz e oportunidade para se manifestar. Mariano também fez questão de exibir a Medalha Zumbi dos Palmares, trazendo-a no peito, com muito orgulho e, se dizendo imensamente agradecido por todos, especialmente na pessoa do vereador José Marcos Abdala (REP), na concessão da honraria. 

O presidente do Conepir (Conselho Municipal da Comunidade Negra de Piracicaba), Adney Araújo falou do prazer de participar de um ato como este, onde Piracicaba faz justiça à história do negro, na condição de que ela faz parte do desenvolvimento da cidade. "Não há vitória sem luta. A luta de Seo Mariano a gente já sabe que vem de longe. Como diz o meu amigo Abdala: Mariano vem da linhagem de Zumbi, quando a gente vê o Seo Mariano a gente fala, o sangue de Zumbi tem poder, pela sua luta, pela sua perseverança. E, hoje, mais do que nunca, o seu reconhecimento. Parabéns à esta legislação por este reconhecimento. Piracicaba tem muito a ganhar com isso, o Movimento Negro também, muito obrigado", disse. 

Também estiveram presentes no ato, o vereador André Bandeira (PSDB), Nancy Thame (PV), Coronel Adriana (PSL), Pedro Kawai (PSDB), Matheus Erler (PSDB), José Marcos Abdala (REP), o assessor do vereador Capitão Gomes (PP), Messias Antonio Galdino e o presidente do Centro de Documentação, Política e Cultura Negra de Piracicaba, Aguinaldo Oliveira, o Guina. Além dos diretores da Câmara, Valéria Rodrigues (Comunicação), Bruno Didoné (Documentação e Transparência), Filipe Vieira (Assuntos Jurídicos), Fábio Dionísio (Legislativo), e o jornalista da Câmara, Martim Vieira. O ato solene foi comandado pelo cerimonialista Luciano Júnior. 

PLACA - Marco histórico da Câmara de Vereadores de Piracicaba, alusivo aos locais simbólicos da luta e resistência do povo negro.

"Tenebrosa como a noite, a ressoar os ecos do passado, por aqui circularam povos que eram livres no continente africano, e que em terras brasileiras e além mar, foram escravizados, sob o jugo de pesados grilhões e chicotes. Porém, quis a providência Divina que homens de pensamentos elevados tentassem amenizar o fardo destes cativos. Oferecendo-lhes um lugar santo para suas preces e um refúgio para o descanso eterno de suas almas. A área de terra, dimensionada na época por 20 braças, nos idos de 1824, ficou sob a responsabilidade da Irmandade de São Benedito, que possibilitaria a edificação de cemitério (atual Praça Tibiriçá, que abriga a Escola Estadual "Moraes Barros") e a Capela de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, que se tornou a Igreja de São Benedito, em cujo entorno o parlamento piracicabano edificou este Marco Histórico, como símbolo da luta do povo negro." (Martim Vieira Ferreira).

 
 


Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Legislativo André Bandeira Gilmar Rotta Pedro Kawai

Notícias relacionadas