PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 5 DE JULHO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

04 DE SETEMBRO DE 2018

Brasil precisa de um pacto nacional, defende Capitão Gomes


Parlamentar ocupou a tribuna da Câmara durante a 49ª reunião ordinária, na noite desta segunda-feira (3)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Capitão Gomes ocupou a tribuna da Câmara na noite desta segunda-feira (3)






Diante de mais uma tragédia sem precedentes no País, o incêndio que destruiu o acervo do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, o vereador Carlos Gomes da Silva, o Capitão Gomes (PP), ocupou a tribuna da Câmara durante a 49ª reunião ordinária, na noite desta segunda-feira (3), para pedir que o Brasil se una para encontrar um caminho de soluções aos vários problemas nacionais.

“É preciso mudar a forma como vivemos em sociedade. O Brasil precisa de um pacto nacional que seja capaz de unir e promover o diálogo para que juntos consigamos encontrar um caminho para o desenvolvimento e assim manter o pouco da dignidade que nos resta enquanto nação”, enfatizou o parlamentar.

Ele lembrou que o incêndio do domingo (2), quando sete horas de fogo queimou mais de 20 milhões de itens, revelou mais uma das tantas feridas nacionais, como o descaso com a História do País, o desprezo com a pesquisa científica e o desrespeito à cultura nacional. “É uma tragédia sem precedentes”, disse o vereador.

O parlamentar disse que o incêndio rouba mais um pouco da identidade do Brasil, “que nos deixa ainda mais sem referências”, disse, e lembrou que torna “quase impossível” revelar às próximas gerações a identidade do País.

Capitão Gomes enfatizou, ainda, que é uma tragédia anunciada, como outras que já destruíram importantes acervos no País, como o incêndio no MAM (Museu de Arte Moderna), em 1978, o Teatro de Cultura Artística, em 2008, o Instituto Butantã, em 2010, o Museu da Lingua Portuguesa, em 2015, entre outros. 

“De quem é a culpa? Da burocracia, da desimportância dada pelos governos do Rio e federal? A culpa também é nossa, a culpa também é do povo brasileiro, que se cala, se omite, se conforma, até que venha uma nova tragédia fazer que esqueçamos a anterior”, disse o vereador. “É triste reconhecer, mas somos um povo que não respeita o patrimônio público”, concluiu.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Carlos Gomes da Silva

Notícias relacionadas