PIRACICABA, DOMINGO, 23 DE SETEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

27 DE NOVEMBRO DE 2017

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento


Ciclo de palestras de "Cultura da Paz" foi encerrado com a temática "Trote Violento: portal dos preconceitos de gênero, etnia e social", em palestra de Osmar Ventris.



EM PIRACICABA (SP)  

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento
Salvar imagem em alta resolução

Escola do Legislativo fecha ciclo de debates avaliando trote violento



O advogado e jornalista, Osmar Ventris, do Instituto Pacto de Convivência, que trabalha com mediação de conflitos, arbitragem e conciliação, na manhã desta segunda-feira (27), das 9 às 12 horas ministrou palestra "Trote Violento: portal dos preconceitos de gênero, etnia e social", que fecha o seu ciclo de eventos da Escola do Legislativo, em 2017, abordando o universo do trote universitário, que de ritual de passagem tem se constituído num meio de violência, submissão e ridicularização contra a dignidade humana.

O que é para ser um ritual de confraternização, comemoração e alegria, ao comemorar um novo ciclo do conhecimento, um salto na passagem de uma etapa para outra, tornou-se violência.

Foi com essa abordagem que Osmar Ventris concluiu o ciclo de 10 palestras sobre “Justiça Restaurativa”, “Mediação e Conciliação”, “Conselhos Municipais: Exercício de Cidadania", “Comunicação Não Violenta”, Lei Maria da Penha”, Estatuto do Idoso” e outras, ministradas na Escola do Legislativo da Câmara, dentro do projeto “Cultura da Paz”, por meio do Instituto Pacto de Convivência.

Ao fazer a abertura do evento a vereadora Nancy Thame (PSDB), diretora da Escola do Legislativo destacou a importância da temática no fechamento do ciclo, fez um breve balanço sobre as discussões ocorridas nas edições anteriores, e destacou a realização do curso Intensivo em "Fundamentos da Justiça Restaurativa", ministrado por Osmar Ventris, por meio de uma imersão nos dias 01 e 02 de dezembro, no Thermas Regional de São Pedro, que reunirá pelo menos 40 pessoas.

“Foram momentos de grande aprendizado, onde pudemos congregar diversas instituições que trabalham com essa temática, além da sociedade civil num momento em que a sociedade está tão desacreditada e debater cultura da paz”, afirma.

O advogado salientou a importância dos temas abordados que discorreu a questão de gênero, tráfico de pessoas visando o trabalho forçado e a comercialização de órgãos, a vulnerabilidade dos idosos, e a violência praticada pela sociedade ao não considerar o extresse da pessoa idosa.

Durante a palestra foram apresentadas textos, artigos e vídeos, sobre o universo do trote universitário para mostrar a verdadeira monstruosidade a que o ser humano é capaz.
“Apresentei vários exemplos de jovens que sofreram queimaduras, calouros chicoteados, sendo obrigados a ingerir bebidas alcoólicas, rolar sobre excrementos, sendo imersos em pote de água com cal, além de outras ações violentas a que são expostos, principalmente alunos das classes média e média baixa, em situações de vexame, para que a sociedade entenda que existe a cultura da banalização da violência”, explicou.

Ele comentou também sobre a selvageria dos trotes, objeto de criação de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), “processo que não deu em nada”. Porém lembrou, “este crime encontra respaldo do artigo 146, do Código Penal” e concluiu a palestra com foco na Campanha da Fraternidade de 2018, que fala da superação da violência, tendo como lema, Em Cristo somos todos irmãos (Mt 23,8).

Nancy informou que a Escola possui novas readequações com a criação do novo conselho e participação da sociedade civil, composta por duas grandes universidades da cidade e em 2018 contará com um novo espaço que abrigará as atividades e ações da Escola. Também pontuou sobre encontro estadual das escolas do legislativo, no dia 8 de dezembro, em São Paulo, que vai agregar 50 municípios.

 



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas