PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

29 DE SETEMBRO DE 2017

Câmara vai liderar frente parlamentar regional pró-saúde


Durante conversa reunião com prefeito, proposta do vereador Pedro Kawai foi absorvida para criar uma força regional com vereadores e também prefeitos.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Câmara vai liderar frente parlamentar regional pró-saúde




Formar uma frente Parlamentar Regional composta por vereadores e com apoio de prefeitos das cidades da região que utilizam os serviços de saúde da rede SUS (Sistema Único de Saúde) em Piracicaba. Esta será a tarefa da Câmara de Vereadores de Piracicaba deliberada ontem (28/08) após reunião com o prefeito de Piracicaba, Barjas Negri (PSDB), que veio à Casa expor o cenário financeiro da Pasta e pedir ajuda para buscar soluções.

Motivada pelo desejo da Câmara de que os recursos renunciados pela Casa para o Orçamento 2018 sejam destinados a ações da área da saúde, os vereadores solicitaram reunião para que Negri ouvisse o pleito unânime dos parlamentares. Matheus Erler (PTB), presidente da Câmara, destacou que é compromisso da sua gestão solicitar a presença do prefeito e secretários para discussões importantes como a atual, diante do anúncio da Santa Casa em romper a prestação de determinados serviços a usuários SUS.

Após diversos relatos de vereadores quanto aos problemas que lidam na atividade parlamentar, como a falta de vagas hospitalares, medicamentos e exames, Barjas afirmou que o recurso devolvido ainda do orçamento de 2017 pela Câmara já possibilitou que a Prefeitura se comprometesse ao pagamento de R$ 5 milhões à Santa Casa. “A dívida não foi escriturada pelo governo anterior, razão pela qual não temos orçamento para o pagamento”, disse o prefeito.

Barjas pontuou a importância do funcionamento do Hospital Regional e lamentou o atraso na conclusão das obras. “Infelizmente aconteceu, mas com a primeira fase em funcionamento em 2018 nós vamos desafogar a Santa Casa e o Hospital dos Fornecedores com o atendimento regional”, disse. Para o prefeito, que é ex-Ministro da Saúde, parte dos recursos repassados pelo Governo Federal acabam por custear procedimentos a outros municípios, como preconiza o sistema SUS.

FRENTE PARLAMENTAR – Entendo que toda iniciativa política é fundamental para alcançar recursos para a saúde, o prefeito citou que todos os vereadores poderiam se mobilizar buscando com os deputados de seu partido apoio através de emendas e recursos.

Assim, o presidente Erler sugeriu que a Comissão de Saúde, presidida pelo vereador Pedro Kawai (PSDB) e composta pelos vereadores Ronaldo Moschini (PPS) e Ary Pedroso Jr.(SD), juntamente com Gilmar Rotta (PMDB), presidente da Comissão de Finanças e Orçamento e demais vereadores que se propuserem, acatatem a proposta do vereador Kawai e criem uma Frente Parlamentar Regional e mobilizem Câmaras e Prefeituras da Região que são atendidas na cidade e terão atendimento no Hospital Regional.

A ideia é que a Câmara de Piracicaba faça uma moção assinada por todos os vereadores, apelando ao Ministério da Saúde para a elevação do teto de recursos destinados para o SUS. O vereador Gilmar Rotta já esteve em Brasília com o Secretário Municipal de Saúde para alcançar a elevação do teto em R$ 10 milhões e há uma sinalização positiva para que a demanda seja atendida. A mesma Moção a ser aprovada por Piracicaba será compartilhada com as Câmaras, ampliando a força política do pleito.

Rotta e Kawai agendaram para segunda-feira a primeira reunião de trabalho para a organização da frente, cujas atividades serão compartilhadas com todos os vereadores que se dispuserem a acompanhar as atividades de mobilização Regional.

O tema saúde ainda dominou as discussões de líderes de partidos e vereadores durante a reunião ordinária de ontem. O vereador Ary Pedroso Jr. (PR), conforme vídeo anexo, utilizou os 10 minutos regimentais, da tribuna da Câmara, para abordar sobre a problemática da saúde. Em apartes e solicitações Pela Ordem e Questão de Ordem, diversos parlamentares, a exemplo de Ronaldo Moschini (PPS), Lair Braga (SD), Trevisan Jr. (PR), Pedro Kawai (PSDB), José Aparecido Longatto (PSDB), Oswaldo Airtron Schiavolin, o Tozão (PSDB) e Gilmar Rotta (PMDB) também fizeram considerações sobre o probema da saúde pública em Piracicaba.



Texto:  Comunicação
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Legislativo

Notícias relacionadas