PIRACICABA, DOMINGO, 9 DE DEZEMBRO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

26 DE JUNHO DE 2018

Abdala comenta sobre Parque dos Sabiás e Comunidade Pereirinha


Ele também reforçou importância de festa no bairro Pau d´Alhinho



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Parlamentar ocupou a tribuna da Câmara na 38ª reunião ordinária






O vereador Marcos Abdala (PRB) ocupou a tribuna da Câmara nesta segunda-feira (25), na 38ª reunião ordinária, para comentar sobre atividades recentes do mandato, entre elas a homenagem pelos 35 anos do Espaço Pipa. Além disso, o parlamentar reforçou a importância da festa realizada há 103 anos no Pau d´Alhinho pela Família Soledade, que mantém a tradição do Tambu e do Batuque de Umbigada. Segundo ele, a festa, transmitida de geração em geração, é reconhecida pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e se destada pela preservação do folclore piracicabano.

Sobre pronunciamento de Paulo Afonso Rodrigues, que ocupou a tribuna da Câmara instantes antes para comentar sobre a Comunidade Pereirinha, Abdala lembrou que se trata de APP (área de preservação permanente) e que houve invasão de lote particular. "Os moradores estão indo para uma área pública. Há uma nascente, mas não apenas a população do entorno, é algo que acontece na cidade toda: as pessoas jogam lixo. O que o Paulo Afonso disse, ele tem razão: o lixo não vai sozinho. No que cabe ao poder público, estamos acompanhando. Quanto à área particular, cabe ao dono requerer", informou.

Em alusão ao que foi dito pelo vereador Paulo Campos sobre atenção do poder público com o Parque dos Sabiás, o vereador disse ter visitado a comunidade e que é muito difícil acesso dos caminhões ao local. "Existe uma viela para chegar até a árvore. Não tem caminhão suficiente para levar o equipamento até lá. Estamos tentando achar uma solução, conversando com as pessoas para ver se podemos removê-las", esclareceu.

O vereador Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), disse que são seis árvores, uma já está deitada e inclinada. "É uma área de APP invadida desordenadamente, sem espaço para caminhão passar. Impossível um caminhão chegar até lá. Seria necessário o desmanche de vários barracos para corte e poda das árvores", completou o parlamentar.

Abdala disse que problema é ambiental e precisa de licença de órgãos estaduais. Ele citou outros exemplos, das comunidades Portelinha e Pantanal, que segundo ele estão com processo adiantado de urbanização.

Segundo Abdala, cinco famílias serão removidas para apartamentos e algumas pessoas já foram retiradas.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  Emerson Pigosso - MTB 36.356 Paulo Soares - MTB 62.602


Tópicos: LegislativoMarcos Abdala

Notícias relacionadas