PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

18 DE MAIO DE 2020

Vereadora questiona atividades de nova empresa de transporte urbano


Coronel Adriana ocupou a tribuna durante reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (18)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Coronel Adriana (PSL) questionou as atividades realizadas pela empresa






A vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PSL), ocupou a tribuna na reunião ordinária desta segunda-feira (18) e fez questionamentos sobre o contrato emergencial da prefeitura com a empresa Trans Acreana. Segundo ela, o capital integralizado da empresa é de 50 mil reais e a Trans Acreana teve mudança de sede para o Acre em janeiro de 2020, o que “parece mais grave”.

Na tribuna, Coronel Adriana leu a descrição das atividades econômicas principais e secundárias da empresa, que incluem transporte de passageiros sob regime de fretamento, locação de automóveis, organização de excursão, transporte rodoviário e destacou que em nenhuma das atividades descritas consta transporte urbano de passageiros. “Essa empresa tem capacidade de prestar o serviço? Porque está sendo dessa forma agora? Ela vai ter condições de colocar todos os ônibus que precisa?”, questionou a vereadora.

Para Coronel Adriana a forma como está sendo feita “a concessão desse tão necessário serviço urbano” causa muitas dúvidas que precisam ser respondidas.

A vereadora também comentou sobre as mortes e os problemas nas casas que abrigam idosos, causados pela Covid-19. Ela indagou o motivo de não terem sidos adotadas providências antes das mortes, sabendo que os idosos eram "os mais vulneráveis". Segundo ela, dos 17 mortos por Covid-19, 14 estavam em situação de abrigo.



Texto:  Daniela Teixeira - MTB 61.891
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Reunião Ordinária Adriana Nunes

Notícias relacionadas