PIRACICABA, SÁBADO, 27 DE NOVEMBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

24 DE NOVEMBRO DE 2021

Usuários reclamam do aparelho de glicemia distribuído pela Prefeitura


Foi encaminhado requerimento à Secretaria de Saúde relatando o problema e pedindo informações



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Pedro Kawai e André Bandeira durante reunião on-line

Pedro Kawai e André Bandeira durante reunião on-line
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Medidor marca glicemia de 353

Medidor marca glicemia de 353
Foto: Assessoria parlamentar (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Um minuto depois, glicemia é de 430

Um minuto depois, glicemia é de 430
Foto: Assessoria parlamentar (4 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Dois minutos depois, glicemia é de 302

Dois minutos depois, glicemia é de 302
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Pedro Kawai e André Bandeira durante reunião on-line



Os vereadores André Bandeira e Pedro Kawai, ambos do PSDB, reuniram-se on-line noite da última terça-feira (23) com o grupo “Amigos do Diabetes Piracicaba” para discussão de denúncias que estão recebendo sobre os novos medidores de glicemia, distribuídos pela Prefeitura de Piracicaba. Os usuários alegam que os aparelhos não estão aferindo de forma correta, colocando em risco a vida dessas pessoas.

Como explicou um representante do grupo, as denúncias são relacionadas ao aparelho medidor de glicemia “Match II”, disponibilizado pela rede de saúde do município. Segundo informado pelos usuários, na última gestão era utilizado aparelho “One Touch”. Mas, no final do ano, esses aparelhos “antigos” foram trocados por “novos”. Ainda segundo relato do grupo, no início deste ano a marca do medidor foi trocada e começaram os problemas, com constantes erros na medição. Em uma medição, por exemplo, consta um nível de glicose no sangue e minutos depois consta um outro totalmente diferente.

Vários relatos estão chegando ao grupo e um dos usuários disse que entrou em contato com o representante do aparelho em São Paulo. Dias depois, ele recebeu pelos Correios um novo aparelho, contudo continua apresentando erros.

Segundo o vereador André Bandeira, “isso é extremamente perigoso". "Uma medição errada pode acarretar problemas gravíssimos à saúde do diabético. Se o medidor acusa um valor alto de glicemia, a pessoa faz o uso da insulina para regular. Mas, como a medição está errada, talvez, não precisasse daquela quantidade de insulina. O erro pode provocar a hipoglicemia. Isso já aconteceu com o familiar de um denunciante, que percebeu essa alteração após ter utilizado o outro aparelho velho (One Touch) e comparou as medições”.

Além disso, segundo os usuários é possível verificar que a embalagem estava em péssimas condições, não sendo possível verificar as devidas informações na mesma. Essas denúncias geraram o requerimento nº 982/2021, que foi encaminhado ao secretário municipal de Saúde, Filemon de Lima Silvano, solicitando informações sobre esses problemas.

Pedro Kawai, durante a reunião, comentou que “a Prefeitura precisa estar mais atenta a estas questões, porque o que está em jogo é a vida de pessoas”. Os vereadores vão aguardar as respostas para agendar um novo encontro com o grupo.  



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Miromar Rosa - MTB 17.063


Saúde André Bandeira Pedro Kawai

Notícias relacionadas