PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 2 DE JUNHO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

18 DE FEVEREIRO DE 2020

Síndico cita demandas de mobilidade urbana da região do Bongue


Segundo ele, existem 10 condomínios construídos e três em fase de construção na região



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Francys Almeida da Silva ocupou a Tribuna Popular






O síndico Francys Almeida da Silva esteve na Câmara de Vereadores de Piracicaba, na quinta reunião ordinária, nesta segunda-feira (17), para abordar o tema Mobilidade Urbana, na Tribuna Popular. Ele apresentou demandas da região do Bongue, onde, segundo o orador, existem 10 condomínios construídos e três em fase de construção.

Entre os exemplos trazidos por Francys esteve o da moradora do Piazza di Roma, de 60 anos e em fase de tratamento de um câncer. "Ela anda três quilômetros a pé, para pegar um ônibus, que passa a cada uma hora e meia. Tive a oportunidade de ver ela andando no sol, na avenida das Ondas para ir até um ponto de ônibus na entrada do Bongue", relatou, ao citar ainda que o acesso à unidade de saúde mais próxima, no bairro Jupiá, está distante quatro quilômetros do bairro.

Além dessa situação, há de um adolescente no mesmo condomínio, que precisa de transporte acessível. Pela falta do serviço, as opções são Uber ou carro particular. "Acho que nossos impostos estão sendo usados de formas não tão boas, poderiam ser reavaliados, para que a dona Margarete e o Mateus tenham dignidade. O princípio da Constituição é o da dignidade da pessoa humana", disse.

Segundo ele, somente o Piazza di Roma conta com 148 apartamentos. Há, ainda, 160 apartamentos no Altos do Jupiá, 384 no Condomínio Premiatto, 468 no Parque Piazza Fontanella, 192 no Reserva Jupiá e 512 no Parque Ville. "São mais de 5.000 pessoas, que pagam impostos e merecem respeito desta gestão municipal. Prefeito, olhe pela população, para quem precisa, faça alguma coisa pelo povo", disse.

Francys disse ter se encontrado com um funcionário da Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes) que, embora tenha feito promessas, não as cumpriu. Ele também reclamou, no início do seu pronunciamento, da falta de equipamentos públicos para atender a região, como UBS (Unidade Básica de Saúde) e varejão.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tribuna Popular

Notícias relacionadas