PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 3 DE DEZEMBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

19 DE OUTUBRO DE 2021

Retomada de cirurgias eletivas na região é desafio no ‘pós-pandemia’


Tema foi tratado durante reunião do Parlamento Metropolitano de Piracicaba, na tarde desta terça-feira (19), na Câmara.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Gilmar Rotta (Cidadania), presidente do Parlamento Metropolitano

Gilmar Rotta (Cidadania), presidente do Parlamento Metropolitano
Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Erica Pedronetti, diretora técnica da DRS-X (Diretoria Regional de Saúde)

Erica Pedronetti, diretora técnica da DRS-X (Diretoria Regional de Saúde)
Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"
Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"
Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Pedro Pontin, superintendente do Hospital Regional de Piracicaba

Pedro Pontin, superintendente do Hospital Regional de Piracicaba
Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"
Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Reunião do Parlamento Metropolitano foi no Salão Nobre "Helly de Campos Melges"






Com a diminuição dos índices de casos, internações e mortes por covid-19, o desafio para os gestores públicos da rede de saúde se volta à retomada das cirurgias eletivas – aquelas que são agendadas e de baixa urgência – no SUS (Sistema Único de Saúde). O assunto foi pauta da reunião, na tarde desta terça-feira (19), do Parlamento Metropolitano de Piracicaba, colegiado que reúne representantes de 24 municípios.

“Praticamente, essas cirurgias ficaram paradas por um ano e meio parado, agora já começaram a ser retomadas, mas ainda existe uma fila grande”, ressalta Gilmar Rotta (Cidadania), presidente do Parlamento Metropolitano. Ele destacou que essa tem sido uma preocupação dos integrantes do colegiado e que foi levada às representantes do DRS-X (Departamento Regional de Saúde), ligado à Secretaria de Estado da Saúde, e que faz a gestão do SUS em 25 municípios e num total de 1,6 milhão de habitantes.

Rotta ressaltou que, no último dia 14 de setembro, na reunião ordinária do Parlamento Metropolitano, foi levada a demanda para que representantes do Estado fossem chamados para explicar o funcionamento da estrutura da saúde. “Então, tivemos esse encontro, que foi muito produtivo”, disse, ao destacar a reunião no Salão Nobre “Helly de Campos Melges” da Câmara Municipal de Piracicaba.

Diretora Técnica da DRS-X, Érica Pedronetti apontou que, depois do pico de internações por covid-19 entre junho e julho, os números de ocupações de leitos e atendimento pela doença estão diminuindo, tendo chegado, nesta semana, em toda área de ação do órgão, a uma 7,8% dos leitos de enfermaria e 12,1% os de UTI (tratamento intensivo). “Hoje estamos conseguindo respirar”, enfatizou.

“Este cenário tem nos permitido retomar algumas assistenciais, principalmente no que diz respeito às cirurgias eletivas”, destacou, ao lembrar que, de fato, houve um período de suspensão destes procedimentos, por conta da falta de insumos e de medicamentos. “A gente vivenciou nestes meses um período bem pesado, que tivemos que direcionar a atenção à pandemia”, disse.

Desde o final do mês de julho, a DRS-X passou a conversar com os gestores municipais de saúde para iniciar um trabalho de retomada das cirurgias eletivas e, que, a partir da segunda quinzena de outubro, devem ser intensificado, inclusive com a realização dos chamados “Corujões”, em que as clínicas atendem os pacientes 24 horas por dia, com o intuito de diminuir a fila de espera destes procedimentos.

O superintendente do Hospital Regional de Piracicaba, Pedro Pontin, é cauteloso ao olhar os números da covid-19, mas reconhece que a região tem se beneficiado pelo avanço da vacinação e “demonstra uma onda muito positiva”, destaca. “Não podemos abaixar a guarda (em relação à pandemia), mas está na hora de olhar para novos horizontes, essa demanda que ficou reprimida precisa ser olhada”, disse.

Uma das ações que o hospital deve realizar é iniciar a convocação dos pacientes que aguardavam a cirurgia para fazer nova avaliação clínica e realizar os procedimentos.

Gilmar Rotta avalia que a reunião foi importante para que os membros do Parlamento Metropolitano pudessem tirar muitas dúvidas em relação ao funcionamento da DRS-X e o SUS de forma geral. Ele também comemora que, no mesmo dia, no período da manhã, o vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou que, em 2022, o Hospital Regional atenderá 100% da capacidade.

A reunião do Parlamento Metropolitano contou com representantes de Águas de São Pedro, Araras, Capivari, Cordeirópolis, Elias Fausto, Ipeúna, Iracemápolis, Leme, Limeira, Piracicaba, Rio Claro, São Pedro, Saltinho, Santa Gertrudes e Santa Maria da Serra.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Parlamento Regional Gilmar Rotta

Notícias relacionadas