PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 5 DE OUTUBRO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

11 DE DEZEMBRO DE 2020

Requerimento cobra Prefeitura por maior atenção à Sociedade 13 de Maio


Nancy Thame cita necessidade de conservação e preservação da entidade, que constitui patrimônio histórico, cultural e imaterial tombado em Piracicaba.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401 Salvar imagem em alta resolução

Requerimento de Nancy Thame foi aprovado nesta quinta-feira



Prestes a completar 120 anos de fundação, a Sociedade Beneficente 13 de Maio é tema de questionamentos feitos pela vereadora Nancy Thame (PV) ao Executivo no requerimento 539/2020, aprovado com urgência na 40ª reunião ordinária, nesta quinta-feira (10). Ela quer saber quais as competências dos órgãos municipais para a conservação e a preservação da entidade, que constitui patrimônio histórico, cultural e imaterial tombado em Piracicaba.

"Existe algum projeto de revitalização previsto pela Prefeitura? Se sim, como pretendem fazer a gestão?", pergunta a vereadora, sobre a atual sede da Sociedade Beneficente, em que também questiona o Codepac (Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba). "O Codepac tem avaliado e acompanhado o atual estado de degradação da histórica construção e de seu acervo?", indaga Nancy Thame.

A parlamentar lembra que a Sociedade Beneficente surgiu em 13 de maio de 1901 com o nome de "Antônio Bento", em homenagem ao abolicionista Antonio Bento de Souza e Castro, e passou à denominação atual em 1907. Já teve como sedes imóveis na rua Benjamim Constant, do Rosário e Voluntários de Piracicaba até se estabelecer no prédio da rua 13 de Maio, 1.118, cuja inauguração ocorreu em 1948, após cinco anos em construção.

"Seu patrimônio tem grandes dimensões históricas relevantes para população e para a cultura negra não só em Piracicaba, mas no estado e no país. É notório que a conservação e a preservação do patrimônio histórico e cultural possibilitarão que as futuras gerações e, principalmente, os mais jovens continuem atuando nas lutas coletivas para a criação de políticas públicas afirmativas, afrodescendentes, e pela expansão de seus direitos", destaca Nancy Thame.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Legislativo Nancy Thame

Notícias relacionadas