PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 12 DE AGOSTO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

29 DE JULHO DE 2020

Mentora destaca alinhamento e autoconhecimento para empreender


Giovanna Baccarin participou de live no Instagram do Parlamento Aberto na tarde desta terça-feira (28)



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução






Como empreender em meio às incertezas? Além disso, como utilizar o autoconhecimento para saber a hora certa e o ramo a seguir? Para detalhar mais o assunto e explicar como empreender com os “pés no chão”, a professora, mentora e autora do livro “Empreenda com Menos – Crie sua empresa com menos recursos, riscos e incertezas”, Giovanna Baccarin participou, na tarde desta terça-feira (28), de live no Instagram do Parlamento Aberto.

Graduada em jornalismo, Giovanna contou que, por mais que tenha optado pela comunicação, sempre esteve envolvida com o empreendedorismo a partiri da vivência familiar. Depois de trabalhar na área em que se formou, partiu para o universo corporativo e montou uma agência que lida com empreendedores há quase 10 anos.

“Eu percebi, durante os anos no universo corporativo, que a pessoa que não gosta do que faz, isso reflete nela mesma e também nos clientes, e acaba não tendo força para seguir naquele ramo para empreendedor, pois isso demanda demais do ser humano”, contou.

Especializada em gestão estratégica de negócios, psicologia analítica e também agora em logoterapia (área existencialista da psicologia ligada ao significado), ela notou que o fator do alinhamento do negócio com o próprio empreendedor era o que respondia a muitas questões ligadas ao sucesso na carreira profissional e pessoal.

A psicologia analítica, estabelecida em termos técnicos por Carl Gustav Jung, auxiliou nesse processo de compreensão, reforçou Giovanna. “Quando vejo que o empreendedor está com algum problema, noto que há paralisia que não o deixa atingir o próximo nível”, disse.

Segundo a mentora, esses problemas estão ligados às sombras (teoria criada por Joung), e estas, por sua vez, estão no subconsciente com guardando coisas negativas, mas ao mesmo tempo com muitas potencialidades. “Por exemplo, a pessoa precisa divulgar uma marca e ela tem medo de se divulgar nas mídias, e isso tem sim um porquê. Não adianta eu ensinar a técnica, vamos dizer que nestes casos, o ‘buraco é mais embaixo’”, explicou.

Para lidar com tudo isso, existe, de acordo com Giovanna, uma técnica chamada mandala, que, a partir de simbolismos, atua em algumas vias de acesso ao inconsciente. Ela trabalha essa técnica com os empreendedores para que eles possam desenvolver as questões que estão dentro de si, ou seja, um trabalho terapêutico e profundo.

“Para o Joung, quando nascemos, chegamos não em tábula rasa, mas com inconsciente coletivo, ou seja, carregamos toda a história da Humanidade. Conforme nos desenvolvemos, vamos criamos o inconsciente pessoal (memórias) e a consciência”, explicou.

Giovanna exemplificou, ainda, como essa sombra funciona no inconsciente através de uma situação dentro de casa. “Por exemplo, uma criança nasce com a potencialidade de ser bailarina e vai morar em uma família de militares que tem um modelo de vida diferente, uma ordem diferente. Como a criança não consegue se desenvolver no que ela queria, ela joga isso para o inconsciente, a sombra”, disse.

Consequentemente, no dia a dia, a criança vai mostrar em pequenas atitudes aquele desejo incubado que foi para a sombra. “O ideal é que façamos uma investigação em nós mesmos para modular o lado negativo e positivo. Às vezes, as pessoas querem empreender e estão com dificuldades que podem ser essas internas”, alertou.

COMO EMPREENDER COM OS PÉS NO CHÃO –  A integridade do ser humano é o primeiro passo para empreender, como citou Giovanna. Segundo ela, muitas pessoas pensam em abrir alguma empresa pensando somente no lucro ou para se aposentar mais cedo, porém, não é esse o princípio.

“Eu sempre pergunto: o que você quer fazer da sua vida enquanto trabalho e vida pessoal? Será que não é possível alinhar tudo isso? Não é que não vamos trabalhar na vida, mas sim juntar tudo isso”, argumentou.

Ela defendeu que as pessoas devem começar da onde elas estão com o mínimo, nem que esse mínimo seja pouco. “Como por exemplo, você quer construir uma loja de roupas, comece vendendo uma arara de roupas que você já tem. E se você pegar R$ 30,00 e começar a fazer salgados para vender? Tudo é válido. Não podemos viver nossa vida se comparando com os outros. Temos que começar com o que temos”, advertiu.

CONTATOS -  A mentora deixou disponível seu canal no youtube, onde há diversas aulas sobre empreendedorismo. Para acessar clique aqui.

No seu Instagram ela também ministra várias lives e conteúdos a respeito do assunto, além de estar disponível os outros contatos como número de telefone e email.

ACESSE O CONTEÚDO
As lives do programa Parlamento Aberto são realizadas no perfil do Instagram, que pode ser acessado em @parlamento_aberto.

As entrevistas também podem ser acessadas no canal do YouTube do Departamento de Comunicação da Câmara de Vereadores de Piracicaba e, ainda, no podcast produzido pela Rádio Câmara Web. 

Para receber as informações do Parlamento Aberto direto no celular, é possível se cadastrar na lista de transmissão do Whatsapp neste link.



Texto:  Ana Caroline Lopes
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337


Parlamento Aberto

Notícias relacionadas