PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

06 DE AGOSTO DE 2019

Marcos Abdala comenta lei que proíbe canudos plásticos na cidade


Medida começou a valer no mês de julho; projeto é de iniciativa do parlamentar



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Piracicaba se antecipou à legislação estadual, lembrou vereador






Desde 15 de julho, o fornecimento e a utilização de canudos plásticos estão proibidos em Piracicaba, a partir da lei complementar 401/2019, publicada no Diário Oficial do Município em 15 de abril, e que estabeleceu prazo de três meses para adequação dos estabelecimentos. Autor do projeto de lei complementar 12/2018, que deu origem à medida, o vereador Marcos Abdala (REP) tratou do assunto nesta segunda-feira (5), na 39ª reunião ordinária.

Segundo ele, casos de reincidências são passíveis de multa. Abdala comentou que Piracicaba se antecipou à legislação estadual. “Proibindo no Estado todo, são bilhões e bilhões a menos de canudos por ano. Os canudos continuarão existindo, mas de plástico biodegradável, que se decompõe após um ano e meio. Há muitas saídas para isso.”

Abdala disse que há verdadeiras ilhas de plástico no oceano. "Demos um pequeno, mas importante passo em defesa do meio ambiente. A pessoa pode achar insignificante, mas é um começo. Temos que chamar a atenção para que o tema não seja esquecido e não fique para depois", completou.

O parlamentar inicialmente comentou que temeu a reação dos comerciantes, mas, para a sua surpresa, o presidente da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), Marcelo Cançado, informou que a lei está sendo bem recebida no setor. Segundo ele, é preciso consciência também para uso de outros objetos plásticos, como sacolas, copos, pazinhas plásticas para café. “Precisamos acordar. E acordar agora.”

Lair Braga (CID) perguntou sobre uso de embalagem de isopor e alumínio para marmita de alimentos e o motivo de não serem incluídos no projeto de Abdala. “Temos que fazer as medidas gradativamente”, respondeu Abdala. “Se cada um de nós puder fazer um pouquinho, faremos muito”, completou.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Legislativo Marcos Abdala

Notícias relacionadas