PIRACICABA, SÁBADO, 24 DE SETEMBRO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

16 DE DEZEMBRO DE 2011

Lar dos Velhinhos recebe Prêmio Madre Tereza de Calcutá de Direitos Humanos


O Lar dos Velhinhos de Piracicaba recebeu da Câmara o "Prêmio Madre Tereza de Calcutá de Direitos Humanos", por sua trajetória de 105 anos dedicada à assistência às (...)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução


O Lar dos Velhinhos de Piracicaba recebeu da Câmara, na noite desta sexta-feira (16), o "Prêmio Madre Tereza de Calcutá de Direitos Humanos", por sua trajetória de 105 anos dedicada à assistência às pessoas idosas. Considerada a primeira cidade geriátrica do Brasil, com 156 mil metros quadrados de área, a entidade abriga idosos de Piracicaba e região.

De iniciativa do vereador João Manoel dos Santos (PTB), a solenidade foi realizada no salão de festas do Lar dos Velhinhos. Cerca de 80 pessoas acompanharam a entrega do prêmio, que está em sua 12ª edição. A honraria foi recebida pelo presidente da entidade, Jairo Ribeiro de Mattos, que agradeceu o reconhecimento prestado pela Câmara e enalteceu os voluntários que ajudaram a construir a história do local.

"Nunca faltou nada aqui no Lar dos Velhinhos. Nunca. Se alguém disser que faltou alguma coisa de primeira necessidade, podem ter certeza: não é verdade. Pode não ter tido do melhor, mas medicamento, vestimenta e alimentação nunca faltaram no Lar dos Velhinhos desde sua fundação. E até hoje não falta e nunca haverá de faltar", disse Jairo Mattos.

"Todos os moradores daqui já prestaram grandes serviços à nossa comunidade ––muitos no Estado e no país. Não é justo que a gente se torne um sexagenário, um septuagenário ou um octogenário e não receba da população em geral o respeito e a dignidade a que fazemos jus. Esta instituição e a nossa vida não foram feitas por acaso", completou o presidente do Lar dos Velhinhos, que na solenidade estava acompanhado da diretora de patrimônio da entidade.

Na sequência, João Manoel destacou o alcance do trabalho da instituição piracicabana, comparando a atuação do local com as ações solidárias que marcaram a vida da beata que dá nome ao prêmio criado pelo Legislativo piracicabano em 1998. "Para falar de direitos humanos, nós nos lembramos de Madre Tereza de Calcutá. Para falar sobre o trabalho sério, cuidadoso e comprometido com a pessoa idosa, nós nos lembramos do doutor Jairo e toda a sua equipe. Sabemos que uma equipe bem-sucedida, se não tiver uma grande liderança, não terá sucesso."

O presidente da Câmara apontou Jairo Mattos, que está à frente do Lar dos Velhinhos desde 1971, como referência quando o assunto é a entidade. "Ele é o idealizador, ele é a pessoa que vive as 24 horas da cidade geriátrica", disse o vereador, para quem a instituição é "diferente". "Não é um lugar aonde você chega e é um depósito de pessoas, não. É um local em que você vê que as pessoas são cuidadas com carinho e respeito. É o que fez em toda a sua vida a Madre Tereza de Calcutá, lutando pelos direitos das pessoas de uma forma concreta, debruçando-se em cima daqueles que agonizavam em alguns momentos", afirmou João Manoel.

O vereador elogiou a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Câmara pela escolha do Lar dos Velhinhos para receber o prêmio. "Foi de uma felicidade ímpar." Ele também cumprimentou o ex-vereador Antonio Storel, autor do projeto que instituiu o prêmio, e o plenário da Câmara, que autorizou que a entrega do prêmio acontecesse no próprio Lar dos Velhinhos.

Representando o prefeito Barjas Negri (PSDB), o arquiteto João Chaddad parabenizou João Manoel e Jairo Mattos e comentou sobre "o potencial das pessoas em serem solidárias". "Há diversas categorias: aquele que tem vontade de fazer, mas não é cutucado para fazer, então não faz; aquele que, se pedir, se dispõe; e aqueles que normalmente são solidários a todo mundo", comparou o diretor-presidente do Ipplap (Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba).

Além de João Manoel, também participaram da solenidade os vereadores Laércio Trevisan Júnior (PR) e Dirceu Alves da Silva (PPS), respectivamente relator e membro da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Câmara, que tem como presidente José Luiz Ribeiro (PDT). Dirceu parabenizou os voluntários que trabalham no Lar dos Velhinhos, enquanto Trevisan lembrou passagens de sua adolescência, quando aproveitava a proximidade entre o Lar dos Velhinhos e a sua casa para brincar.

 

TEXTO: Ricardo Vasques / MTB 49.918

FOTOS: Davi Negri / MTB 20.499



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918


Legislativo João Manoel

Notícias relacionadas