PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 5 DE OUTUBRO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

16 DE ABRIL DE 2021

Instalação de faixas de pedestres pedidas em 2019 segue sem resposta


Vereador Sérgio da Van cobra prazo para atendimento das solicitações para vias públicas de Santa Teresinha.



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

Requerimento de Sérgio da Van foi aprovado em reunião extraordinária nesta quinta-feira






O vereador Antonio Sérgio Rosa de Oliveira, o Sérgio da Van (PL), cobra do Executivo respostas a pedidos que geraram ofícios à administração municipal em 2019. No requerimento 397/2021, aprovado nesta quinta-feira (15), na 7ª reunião extraordinária, ele solicita a instalação de faixas elevadas para a travessia de pedestres em três pontos de Santa Teresinha.

O pedido para a colocação do dispositivo em frente ao número 531 da rua Virgílio da Silva Fagundes tem protocolo de 29 de julho de 2019, enquanto a solicitação pela instalação de faixa elevada ou semáforo com acionamento para travessia de pedestres em frente ao número 398 da mesma rua Virgílio da Silva Fagundes foi feito em 14 de agosto do mesmo ano.

Embora a Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes) tenha informado, em 26 de novembro de 2019, que ambas as solicitações haviam sido deferidas, "até a presente data nenhuma providência foi adotada", segundo o vereador, que cobra prazo para as obras e o envio dos projetos delas.

Sérgio da Van pergunta, ainda, se a Semuttran já elaborou estudo e qual foi o entendimento técnico para a implantação de faixa elevada para travessia de pedestres na avenida Nossa Senhora do Carmo, em frente à Escola Municipal "Professor João Batista Nogueira". O vereador, que protocolou o pedido em 29 de maio de 2019, sem resposta até o momento, também requer cópia do projeto desta obra.

"Santa Teresinha cresceu demais e foi um pouco desordenado. O motorista não obedece. As faixas elevadas para conter a velocidade eu preciso, urgente, deste trabalho no centro de Santa Teresinha, porque tem a ponte estaiada, que é muito utilizada pelos pedestres, e que fica inviável passar ali à noite", argumentou Sérgio da Van.



Texto:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Sergio da Van

Notícias relacionadas