PIRACICABA, SEGUNDA-FEIRA, 23 DE MAIO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

23 DE OUTUBRO DE 2019

Hospital veterinário: Rotta, Morais e Mello endossam luta


Em reunião demanda, que é de protetores e entidades em defesa dos animais, foi levada por comitiva ao Secretário de Saúde do Governo do Estado de São Paulo.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução


A construção de um hospital veterinário na cidade de Piracicaba, demanda defendida por protetores e entidades que atuam na defesa dos direitos e contra a violência contra os animais, ganha força com a atuação da Câmara de Vereadores, através do presidente Gilmar Rotta (MDB).

Na última terça-feira (22), ele acompanhou o deputado estadual Roberto Morais (CID) e o Secretário Municipal de Saúde, Pedro Mello, em uma audiência com o Secretário Estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, apresentando a proposta de parceria entre o município e o Estado para construção da unidade.

Na pauta da audiência também estiveram os pedidos de liberação de recursos de emendas parlamentares aos Hospitais dos Fornecedores de Cana e Santa Casa de Piracicaba – que atendem via Sistema Único de Saúde –, aumento de repasse de recursos ao Hospital Regional e regularização da distribuição de medicamentos de alto custo para entrega via Departamento Regional de Saúde (DRS X).

Segundo Gilmar Rotta, a comitiva saiu otimista da reunião com Germann, que recebeu a proposta de parceria para a construção do Hospital Veterinário “com bons olhos”. “A ideia é de que Estado e Município invistam conjuntamente para que não só Piracicaba, mas toda região possa ter este benefício que é um pedido antigo de todos que lidam com a causa animal”, disse. A expectativa do grupo é que o governador João Dória (PSDB) se sensibilize com a demanda de Piracicaba e possa, em breve, fechar a parceria.

Quanto a distribuição de medicamentos de alto custo, o secretário de Estado informou que não há falta dos produtos e sim dificuldades na distribuição para os municípios. Pedro Mello propôs que o município, ao invés de aguardar a distribuição, retire os medicamentos na capital, eliminando o problema de logística. “A proposta pode ser aceita pelo Governo, o que vai eliminar os problemas que estamos tendo na cidade com a falta de medicamentos de alto custo”, pontuou Gilmar.

O aumento de recursos para o Hospital Regional, que ocorre numa relação direta entre Estado e a Organização Social que administra a unidade, assim como a liberação de recursos de emendas parlamentares dependem, segundo Germann, do fluxo orçamentário do Estado. “Como atendemos toda a região, quase dois milhões de pessoas, o secretário de Estado demonstrou que fará esforços para buscar atender as demandas”, disse o presidente, reforçando que o papel da Câmara, como instituição, e dos mandados parlamentares, como o dele e de Roberto Morais, cumprem seu papel de buscar recursos, principalmente à área da saúde. “Onde qualquer Real faz toda a diferença”, finalizou.



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Câmara Gilmar Rotta

Notícias relacionadas