PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 12 DE AGOSTO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

24 DE JULHO DE 2020

Gilmar Rotta pede mais horários de ônibus para evitar aglomerações


Preocupação é com risco à saúde dos profissionais e da população, em virtude da pandemia do novo Coronavírus



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Objetivo é que o pedido seja encaminhado via ofício e reiterado através de propositura



Nos últimos dois dias, o presidente da Câmara, vereador Gilmar Rotta (CID), se reuniu com duas comissões de trabalhadores ligadas aos motoristas do transporte público. Ontem (23), com o Sindicato dos Motoristas e, hoje (24), com um grupo de trabalhadores.

Entre as questões levantadas, a preocupação comum: o risco à saúde dos profissionais e da população, em virtude da pandemia do novo Coronavírus, que levou à redução do número de carros disponíveis nas linhas. O problema mobiliza o presidente a solicitar que a prefeitura e a Viação TransAcreana (concessionária do serviço) aumentem o número de veículos, o que contribuiria para reduzir as aglomerações que estão sendo verificadas no sistema de transporte.

Segundo Gilmar Rotta, a Câmara, que aprovou recentemente um subsídio ao transporte público no valor de R$ 7 milhões, tem atuado no sentido de fiscalizar a utilização destes recursos: por meio dos mandatos dos vereadores, no contado direto com a Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes), na Procuradoria Jurídica e com o próprio gabinete do prefeito. “É nosso dever verificar tanto o que nos chega de informações pelos órgãos de classes, pelos trabalhadores e pela população usuária, quanto acompanhar a gestão da concessão junto à prefeitura”, explica.

Nesta busca, Gilmar recebeu a informação de que o subsídio ao transporte previsto, estimado para consumir em média R$ 500 mil ao mês, já no primeiro mês não teria consumido a metade desse valor. “Os dados ainda não estão fechados, mas já com esta sinalização, entendemos que é possível que a nova empresa reveja seu plano de atuação e coloque mais ônibus nas ruas. Isso vai dar mais segurança à população quanto ao risco de contaminação ao novo coronavírus, assim como garantir a manutenção de empregos a motoristas que ainda não foram absorvidos nas rotas, evitando, ainda demissões”, acredita Gilmar.

Segundo o presidente, o objetivo é que o pedido seja encaminhado via ofício e reiterado através de propositura, a ser deliberada na próxima reunião extraordinária.



Texto:  Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Trânsito e Transportes Gilmar Rotta

Notícias relacionadas