PIRACICABA, DOMINGO, 26 DE JUNHO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

12 DE NOVEMBRO DE 2021

Furto e assalto levam moradores a pedir mais policiamento na Paulista


Presidente da Câmara, vereador Gilmar Rotta (Cidadania), intermediou, junto a política militar, pedido de comercialistas para que vigilância na região seja mais frequente



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar (1 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Presidente da Câmara, Gilmar Rotta (Cidadania) em reunião sobre furtos e assaltos na Paulista

Presidente da Câmara, Gilmar Rotta (Cidadania) em reunião sobre furtos e assaltos na Paulista
Foto: Assessoria parlamentar (2 de 2) Salvar imagem em alta resolução

Presidente da Câmara, Gilmar Rotta (Cidadania) em reunião sobre furtos e assaltos na Paulista

Presidente da Câmara, Gilmar Rotta (Cidadania) em reunião sobre furtos e assaltos na Paulista
Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Presidente da Câmara, Gilmar Rotta (Cidadania) em reunião sobre furtos e assaltos na Paulista



Com o objetivo de discutir a segurança no comércio do bairro Paulista, o presidente da Câmara, vereador Gilmar Rotta (Cidadania), reuniu-se nesta sexta-feira (12) com os Majores Gotardo e Silvia, do 10º BPMI (Batalhão de Polícia Militar do Interior). Junto com comerciantes da rua Benjamin, foram discutidas soluções para a insegurança vivida pelos lojistas da região.

Segundo relatos dos comerciantes, têm sido constantes os furtos e assaltos na região, causando preocupação e medo, tanto para os lojistas quanto para os clientes que frequentam o local. “São mais de 50 lojas na rua Benjamin após a avenida Dr. Paulo de Moraes que, neste momento de retomada da economia e das atividades pós pandemia, precisam ter tranquilidade para exercerem suas atividades”, explicou Gilmar.

Os oficiais militares apresentaram encaminhamentos para buscar reduzir as ocorrências. A Major Silvia afirmou que aumentará o policiamento do bairro e o Major Gotardo buscará, junto a outras companhias, dar maior atenção ao local. Ele também instruiu que os lojistas registrassem as ocorrências.

Segundo Gilmar Rotta, o registro das ocorrências é importante para que, com base de dados, possam ser estabelecidas ações estratégicas para que a corporação compreenda melhor o comportamento dos infratores na região. “Com esta relação entre sociedade, poder público, através da Câmara, e as corporações de segurança, conseguimos buscar soluções”, finalizou.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Segurança

Notícias relacionadas