PIRACICABA, SEXTA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

07 DE JULHO DE 2020

Executivo é questionado sobre fiscalização de serviços de recapeamento


Vereadora Coronel Adriana apresentou requerimento na 21ª reunião extraordinária



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

Parlamentar discutiu propositura nesta segunda-feira






O Executivo receberá da Câmara o requerimento 336/2020, aprovado na 21ª reunião extraordinária, nesta segunda-feira (6). Nele, a vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PSL), pede informações sobre fiscalização dos serviços de operação tapa-buraco e recapeamento asfáltico.

Segundo o texto da propositura, são constantes as reclamações que chegam ao gabinete da vereadora, sobre buracos, desnivelamentos, afundamentos asfálticos em trechos que já haviam sido corrigidos, desníveis de tampas de bueiros das vias públicas e outros relacionados à pavimentação. "Está fazendo, mas de que jeito? Do jeito que vai resolver o problema ou do jeito que vai ter que refazer", questionou a vereadora, ao discutir o teor deste e outros requerimentos.

"A durabilidade dos consertos é baixa, mal chegando a 30 dias, como por exemplo na rua Humberto Cosentino Filho, rua Presidente Venceslau Brás e avenida Manoel Conceição, que, recentemente, receberam serviços de tapa-buracos e já estão nas mesmas condições anteriores", argumenta.

Ela pede cópia capa a capa do processo licitatório de contratação da empresa que presta serviços de tapa-buracos em Piracicaba, além de querer saber quem é o responsável pela elaboração dos projetos básicos para os processos licitatórios de contratação da empresa prestadora de serviços de tapa-buracos e qual norma é seguida pela Prefeitura para definir o tipo de massa asfáltica a ser utilizada nas operações.

Além disso, a vereadora que saber se diante do número de reclamações, a empresa contratada foi ou é notificada sobre os problemas, quantas notificações foram feitas e se há algum processo de punição em andamento. Coronel Adriana também pergunta qual o nome do engenheiro responsável que acompanha, fiscaliza e recebe os serviços prestados.

Para a parlamentar, os problemas geram custos ao erário, por causa da necessidade de serem refeitos em curto tempo. "Assim como custos aos motoristas, que têm seus veículos danificados pelas péssimas condições da via, chegando até a causar acidentes, principalmente com motociclistas, colocando vidas em risco", classifica.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Legislativo Adriana Nunes

Notícias relacionadas