PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 12 DE AGOSTO DE 2020
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

30 DE JUNHO DE 2020

Engenheira florestal dá soluções para melhor qualidade das árvores


Rafaela Abreu participou de aula da Escola do Legislativo sobre Silvicultura Urbana



EM PIRACICABA (SP)  

Salvar imagem em alta resolução

A aula foi transmitida na tarde desta terça-feira (30), ao vivo pela internet





“As pessoas esquecem que árvore é um ser vivo e ela vai crescer. E a gente precisa dar um ambiente para ela crescer, precisa dar espaço.”, afirmou a engenheira florestal e mestra em ciências, Rafaela Abreu, durante palestra sobre ‘gestão de árvores urbanas em vias públicas’, promovida pela Escola do Legislativo da Câmara de Vereadores de Piracicaba. A aula faz parte do módulo "Silvicultura Urbana: Plantar, Avaliar e Manejar" e foi transmitida na tarde desta terça-feira (30), ao vivo pela internet, através da plataforma virtual zoom e simultaneamente pelo canal do Youtube da Escola.

A melhora na qualidade do ar, a interceptação da água da chuva e a redução da temperatura foram alguns dos benefícios da arborização urbana que Rafaela Abreu citou na palestra, no entanto, ela destacou que as condições da arborização viária interferem no crescimento natural e as árvores em via pública “sofrem injúrias ou são suprimidas”. Segundo a engenheira florestal, fatores como poluição do ar e iluminação noturna traz consequências como processos fisiológicos alterados, trocas gasosas reduzidas e folhas degradadas, complicações que acarretam a redução da sanidade e propensão a doenças nas árvores. 

Rafaela Abreu apontou que o pavimento reduz o crescimento das árvores e indicou a adoção de pavimentos permeáveis, como o concreto poroso, como solução para melhorar o crescimento das árvores no ambiente urbano.

Os conflitos entre arborização e rede elétrica e a disputa de ambas pelo mesmo espaço também foram abordados pela engenheira florestal que apontou como alternativa para evitar a poda prejudicial das árvores a substituição ou adaptação das redes elétricas atuais. Na aula, a engenheira também deu destaque às fases de crescimento de brotações, após a poda de árvores, nas áreas urbanas, rurais e em parques.

A vereadora Nancy Thame (PV), diretora da Escola do Legislativo, fez a abertura da transmissão e destacou o currículo de Rafaela Abreu. Nancy Thame informou que as próximas aulas do módulo "Silvicultura Urbana: Plantar, Avaliar e Manejar" serão realizadas no mês de julho, após a suspensão do recesso parlamentar da Câmara.



Texto:  Daniela Teixeira - MTB 61.891
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Escola do Legislativo Nancy Thame

Notícias relacionadas