PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

13 DE JANEIRO DE 2022

Em reunião, vereadores debatem problemas na rede municipal de saúde


Câmara sediou reunião para debater problemas na rede municipal de saúde e recebeu mais de 60 representantes de sindicatos e sociedade civil



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Assessoria parlamentar Salvar imagem em alta resolução

Reunião para discutir a saúde do município foi realizada na noite desta terça-feira (11)



Na noite desta terça-feira (11), foi realizada na Câmara Municipal de Piracicaba reunião organizada pelo vereador Cássio Luiz Barbosa, Cássio Luiz Fala Pira (PL). A reunião teve a presença dos vereadores Paulo Campos (Podemos), André Bandeira (PSDB), Thiago Ribeiro (PSC), Pedro Kawai (PSDB) e da vereadora Rai de Almeida (PT).

Os vereadores receberam um grupo com mais de 60 pessoas, entre eles, representantes do funcionalismo da saúde, do Sindicato dos Funcionários Públicos, das comunidades das Zonas Leste e Norte, dos pastores, do Conselho Municipal de Saúde, representantes dos Fornecedores da Saúde, entre outros. Entre os presentes, estavam Jackson Nascimento Santiago, do gabinete do governo e da atual chefe de gabinete do prefeito, a servidora pública de carreira, Daniela Molina e da atual advogada da prefeitura, Juliana Baccarin

Os principais temas discutidos na reunião foram a busca por melhores condições de trabalho que passa entre outras coisas pelo fornecimento adequado de medicamentos, testes para covid-19 e outras enfermidades e até mesmo de insumos básicos, como materiais para higienização das unidades e equipamentos de proteção. A falta de médicos e a terceirização de trabalho também foram temas recorrentes entre os participantes.

Os responsáveis pelo Laboratório Labsaúde, Adão Paulino Ribeiro e Djalma da Silva, informaram que estão sem receber pelos serviços que prestavam para a Organização CEGECON - responsável pela UPA do Piracicamirim. Eles deixaram claro que a partir desta terça-feira (11) o laboratório não atenderá mais os serviços da UPA Piracicamirim.

Para os participantes, ficou claro que o serviço público está sucateado e que os servidores públicos estão oprimidos e angustiados com toda esta situação; que os custos com terceirizações estão muito altos; e o dinheiro investido tem sido mal aproveitado, deixando a população mais carente em situação de vulnerabilidade. 

O vereador André Bandeira (PSDB) mencionou os projetos de lei 153/2021 e 154/2021, aprovados pelos vereadores: “Havia um projeto, aprovamos os dois, e o prefeito Luciano Almeida (DEM) instaurou um pedido judicial para que fosse anulada nossa aprovação. Em tramites judiciais o legislativo não tem como intervir. Ansiamos que haja uma resposta o mais breve possível”, declarou.

Em sequência, a vereadora Rai de Almeida (PT) disse que vivemos em um momento crítico mediante essa pandemia, desde o ano de 2020, e servidores públicos estão desvalorizados. “É necessário aguardamos a tramitação do processo, mas a movimentação, a cobrança são de extrema importância. Cabe ao prefeito Luciano Almeida, abrir novos concursos, para novas contratações, pois todas as especialidades médicas estão em falta”, afirmou.

Também com a palavra, o vereador Thiago Ribeiro (PSC) afirmou que o relato do diretor técnico do Laboratório Labsaúde, Adão Paulino Ribeiro, “explica a situação que estamos enfrentando” e o vereador Pedro Kwai (PSDB), parabenizou a iniciativa dos funcionários da saúde, colocando seu gabinete à disposição. 

Paulo Campos (Podemos) mostrou sua indignação com o veto dos projetos de lei 153 e 154, por parte do Prefeito Luciano Almeida. O vereador relatou que em suas visitas às UPAs da cidade tentaram impedir que ele fiscalizasse. “Ninguém vai impedir meu direito de fiscalizar, meu mandato está à disposição para atender e colaborar com todos os servidores”, finalizou.

O vereador Cássio Luiz Fala Pira (PL) completou a fala: “Como representantes da população vamos reunir as evidências e as provas para conseguir reestruturar esse sistema, essa má administração. E vamos unir nossas forças para melhorar com urgência a saúde de Piracicaba, para que a população pare de ser penalizada”.

Ficou decidido na reunião que uma comissão formada por vereadores, representantes dos funcionários e das comunidades, conjuntamente com o sindicato, irão pleitear, em caráter emergencial, uma reunião com o prefeito Luciano Almeida para levar ao conhecimento dele as irregularidades que estão sendo apuradas.



Texto:  Assessoria parlamentar
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Revisão:  Daniela Teixeira - MTB 61.891


Saúde André Bandeira Paulo Campos Pedro Kawai Cassio Luiz Thiago Ribeiro Rai de Almeida

Notícias relacionadas