PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2022
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

21 DE FEVEREIRO DE 2020

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba


Conforme iniciativa do vereador Marcos Abdala, a criação do Fórum Inter-religioso está voltada à cultura de paz e liberdade de crença



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (4 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (5 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Akinyale Elias - Entidade Cultura e Culto a Ifá Orunmila, religião oriunda da Nigéria

Akinyale Elias - Entidade Cultura e Culto a Ifá Orunmila, religião oriunda da Nigéria
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (6 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (7 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (8 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (9 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (10 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (11 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Vânia Soares

Vânia Soares
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (12 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (13 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (14 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (15 de 15) Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 Salvar imagem em alta resolução

Câmara debate criação do Fórum Inter-religioso em Piracicaba






A Câmara de Vereadores, conforme iniciativa de Marcos Abdala (REP), no requerimento 131/2020, na 6ª reunião ordinária de ontem (20) garantiu a suspensão dos trabalhos, por 30 minutos, para manifestação de Vânia Maria da Silva Soares, secretária-geral e presidente do comitê gestor do Fórum Inter-Religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença, da Secretaria de Justiça e Cidadania, do Governo do Estado de São Paulo, que abordou sobre o tema Fórum Inter-Religioso no Município de Piracicaba. 

Na coordenação da mesa de trabalho, o vereador Marcos Abdala anunciou a presença do representante da Nigéria, que dividiu espaço com a manifestação de Vânia Maria, além da presença de José Mariano, da Irmandade de São Benedito.

O parlamentar também registrou a presença de Ronaldo de Almeida, assessor da deputada estadual Professora Bebel (PT) e de Adney Araújo, presidente do Conepir (Conselho Municipal da Comunidade Negra de Piracicaba).

Vânia Maria falou da alegria de estar em Piracicaba novamente, em função do apreço e carinho que tem pela cidade. Além agradecer a presença de todos. E, agradecer a todos os vereadores, da honra de ter recebido o título de Cidadã Piracicabana, em novembro de 2019.

Disse da importância de poder falar um pouco do Fórum para a cultura de paz, instituído por lei estadual, fruto da primeira Conferência Interreligiosa, onde todos puderam dialogar, sobre as religiões no Estado, em 2013, quando o Fórum se tornou realidade, em vanguarda na esfera  federal, em exemplo e modelo para os demais estados.

Embora o Fórum tenha sido protagonizado pela comunidade negra,Vânia disse que o Fórum é de todos, onde conta com 100 membros, onde todos comungam num mesmo espaço, tendo como missão disseminar a política de tolerância, como forma de diminuir conflitos.

Dentre as várias funções do Fórum, uma delas é fomentar a criação destes espaços em municípios, sendo que eles já são realidades em cidades como Limeira, Guarujá e, em trâmite em Sorocaba e Piracicaba.

O Fórum tem um comitê gestor, que constrói as ações. Vânia também disse que já esteve em Piracicaba, na Câmara, quando falou sobre a importância do Conselho da Comunidade Negra, em função de caso de racismo que ocorreu na cidade, sendo que um voto de confiança foi dado e, hoje, pode afirmar, de cátedra, que Piracicaba  tem o Conepir, que é o mais importante e conceituado no Estado de São Paulo.

Para Vânia Maria, o Conepir é exemplo de postura e ações, em luta que há 30 anos clamava por este Conselho. Também disse que teve a honra de ver o nascimento do Conselho e, hoje reafirmar e pedir que confiem, acreditem, na criação deste Fórum Inter-religioso, com o apoio do Governo do Estado.

Vânia Maria informou que em março de 2019, na Secretaria de Justiça, aconteceu o lançamento da primeira campanha da intolerância e, também em 2019, foi sancionada a lei 17157/19, o que representa um avanço.

"São Paulo somos todos, 645 municípios. Que um dia não possamos ocupar Casas de Leis para defender fórum religioso", disse a secretária-geral, que reafirmou que não só a matriz africana é vítima, mas outros segmentos são vítimas, a exemplo dos mulçumanos e judeus.

"Não temos parcialidade. O respeito tem que ser a base", disse, além de focar a campanha, no respeito ao próximo, no cultivar a paz.

Vânia encerrou suas considerações parabenizando o vereador Marcos Abdala e enfatizou a importância do Fórum acontecer.

O vereador Marcos Abdala falou da vanguarda de Piracicaba, na criação do calendário Afro, que se renova a cada ano, com personalidades de destaque. 

Akinyale Elias, da Entidade Cultura e Culto a Ifá Orunmilar -- religião oriunda da Nigéria, agradeceu a cessão do espaço, no sentido de promover a paz e liberdade. E, citou o aprendizado em casa, e na sociedade, no sentido do ser religioso. Disse que a cultura de paz vem da educação, de nossas casas. 

A vereadora Nancy Thame (PSDB) cumprimentou a todos, na realização dos temas, além de discorrer sobre ciclos na escola do Legislativo, na cultura da paz, além de falar de imersão, na justiça restaurativa, onde se muda a visão, na ultrapassagem de linhas e barreiras que nos dividem.

A vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (CID) também reconheceu a relevância do debate e, considerou a grandiosidade do tema, da intolerância, onde ninguém olha mais para o outro. 



Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Fórum Inter-Religioso Marcos Abdala

Notícias relacionadas