PIRACICABA, QUARTA-FEIRA, 20 DE OUTUBRO DE 2021
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

08 DE OUTUBRO DE 2021

Câmara aprova requerimento que pede informações sobre Salão do Humor


De autoria de Fabrício Polezi, propositura questiona o teor das obras expostas na 48ª edição do Salão do Humor, às quais o requerimento classifica como "duvidosas"



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Vereador é autor do requerimento 915/2021, aprovado em regime de urgência na noite desta quinta-feira (7) durante a 37ª reunião ordinária de 2021






Aprovado em caráter de urgência na noite desta quinta-feira (7) durante a 37ª reunião ordinária de 2021, o requerimento 915/2021, de autoria do vereador Fabrício Polezi (Patriota), solicita ao Executivo municipal informações sobre o conteúdo das obras expostas na 48ª edição do Salão Internacional de Humor de Piracicaba, cuja visitação presencial esteve aberta até o último dia 4, no Engenho Central de Piracicaba.

A propositura, que considera "controversa" a exposição, e cita a Lei de Segurança Nacional para fundamentar seus questionamentos, requer ao Executivo que sejam informados os responsáveis pela exposição e pela escolha dos jurados, a quantia de dinheiro público nela empregada, bem como a origem destes recursos.

O requerimento solicita, ainda, a disponibilização dos 2075 trabalhos inscritos na mostra e pergunta se "a prefeitura tem ciência dessas “obras” duvidosas, que foram expostas e a péssima repercussão" e, em caso afirmativo, "qual medida será tomada mediante tamanho descaso com o dinheiro público?".

A propositura foi aprovada por 16 votos favoráveis e 3 contrários. A vereadora Rai de Almeida (PT), que votou favorável à aprovação do requerimento, ao justificar a sua posição, disse: "Embora eu tenha uma visão crítica a ele, mas o direito de perguntar e de ter informações, todos nós temos que tê-las. Não cabe, pelo menos a esta vereadora, rejeitar o requerimento, apesar de eu achar um absurdo a posição colocada aqui, mas é um direito do vereador perguntar (...) Por mais que questionamento que nós façamos a este ou aquele  posicionamento, nós não podemos impedir que o vereador tenha acesso às informações do Executivo", concluiu a parlamentar. 



Texto:  Fabio de Lima Alvarez - MTB 88.212
Supervisão:  Rodrigo Alves - MTB 42.583


Legislativo Fabricio Polezi

Notícias relacionadas