PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 21 DE NOVEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

15 DE FEVEREIRO DE 2019

Vereadores cobram promessas de João Dória, em pelotão especial da PM


Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar, o Baep já foi anunciado em cidades como São Bernardo, Presidente Prudente e São José do Rio Preto



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Vereadores cobram promessas de João Dória, em pelotão especial da PM

Vereadores cobram promessas de João Dória, em pelotão especial da PM
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Coronel Adriana

Coronel Adriana
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Trevisan Jr.

Trevisan Jr.
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Pedro Kawai

Pedro Kawai
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 6) Salvar imagem em alta resolução

José Longatto

José Longatto
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (6 de 6) Salvar imagem em alta resolução

Gilmar Rotta

Gilmar Rotta
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Vereadores cobram promessas de João Dória, em pelotão especial da PM






O presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba, Gilmar Rotta (MDB), seguido pelo vice-presidente, Pedro Kawai e José Aparecido Longatto, ambos do PSDB assinam o teor da moção de apelo 17/2019, aprovada na 4ª reunião ordinária, desta quinta-feira (14), em cobrança de promessas de campanha do governador do Estado, João Dória (PSDB), para instalação em Piracicaba de uma  unidade do Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar).
 
A moção de apelo foi aprovada por unanimidade, na noite de ontem e, também registrou a participação dos vereadores: Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PPS), que ponderou a condição de não redução do efetivo atual para compor a nova força policial, a exemplo de tirar pessoal que atua no 190; seguida por Laércio Trevisan Jr. (PR), que defendeu a nova corporação especial; e o vice-presidente, Pedro Kawai (PSDB), que reforçou a importância de Piracicaba não ser esquecida perante as promessas de campanha do governador João Dória. 
 
No programa de governo do então candidato, João Dória, houve o compromisso da instalação de 17 Batalhões de Ações Especiais da Polícia Militar, o que também inclui Piracicaba, sendo que o governador eleito tem a preocupação com a segurança pública no Estado e sua intenção é de proteger o cidadão de bem, ampliando o número de Baeps de 5 para 22.
 
As medidas anunciadas indicam a instalação de unidades nas cidades de São Bernardo, São Paulo (região Central) Presidente Prudente e São José do Rio Preto. "O próprio governador, em depoimento aos eleitores de Piracicaba assumiu vários compromissos, como a instalação de um Baep", consideram os parlamentares no teor da moção de apelo, destacando ainda a preocupação do prefeito de Piracicaba e da Câmara dos Vereadores com a segurança pública, incluindo as cidades circunvizinhas.
 
"Se for necessário, iremos fazer gestões junto à Prefeitura de Piracicaba, para que ceda um terreno para construção da sede do Baep", enfatizam os vereadores. Cópia da moção também será enviada ao secretário de Estado da Segurança Pública, General do Exército, João Campos.
 
Declaração de voto
 
Primeira oradora a discutir o teor da moção de apelo, da tribuna da Câmara, na declaração de voto, a vereadora Coronel Adriana informou, para quem não sabe, que foi tomado como algo de autoria do atual governador, mas o primeiro Baep foi instalado em 2014. "Os batalhões não atendem ocorrência, atuam em situações especiais. Não é algo inventando pelo atual governador. É, de maneira planejada. Dou o meu voto favorável, apesar de ter conversado com o prefeito e considerado que não é a hora de colocar a moção, porque para ser instalado é preciso que ele tenha efetivo. O nosso governador está colocando quatro unidades para funcionar, deu uma adiantada no processo. De maio até novembro, não teremos gente formada para colocar. Não deve ocorrer a retirada de efetivo para atuar no Baep. Do contrário, a população vai precisar e não tem. As coisas têm que serem feitas com muito cuidado, para que não se diminua o tamanho do nosso batalhão. Ela deve ser feita com o devido cuidado para não desmontar o policiamento que temos hoje", disse a parlamentar.
 
Já o vereador Laércio Trevisan Jr., ao justificou sua votação disse que elaborou ofício e encaminhou ao secretário de Estado de Segurança Pública, General Campos, após conversar com militares da cidade, considerando que são 127 bairros na cidade, 2600 quilômetros de estradas rurais, além da abrangência de 52 cidades pelo Deinter-9 e que Piracicaba teve mais de 55 mil ocorrências em um ano. "A segurança pública é um dos principais anseios da população, juntamente com a saúde pública", considerou o parlamentar, que na sequencia foi aparteado pela vereadora Coronel Adriana, ao considerar que o Baep não trabalhará apenas em Piracicaba, mas em 52 cidades da região.
 
O vice-presidente da Câmara, Pedro Kawai também fez justificativa de voto e, considerou que nenhuma propositura, de nenhum vereador, pode ser considerada fraquinha. "Se ele fez alguma proposta, seja o que for, há que se respeitar toda e qualquer propositura. Não sou eu que vou julgar como fortinha ou como fraquinha. Posso não ser um conhecedor da segurança pública, mas não acho que é uma propositura fraquinha. Da mesma maneira que foi colocado o respeito pela Casa, deve ter uma colocação um pouco mais ponderada e respeitosa. Vota quem quer, como quer e a gente vai levando a vida, temos os três poderes, independentes, e é assim que tem que continuar", registrou o parlamentar.
 
Pedro Kawai ainda informou que a moção surgiu porque o governador João Dória fez campanha dizendo que traria o Baep para a Piracicaba. "Esse pedido foi feito, um texto simples, leve e de extrema importância. Afinal, de todos os votos, Dória teve quase 40% para ele. Não se discute se vai ter policiais formados aqui, ou se vai trazer de outras cidades. Queremos o aumento disso e ele deixou claro na campanha. É isso que a moção apela, para que Piracicaba não seja esquecida", concluiu o parlamentar.
 


Texto:  Martim Vieira - MTB 21.939
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: Reunião OrdináriaJosé LongattoLaércio Trevisan JrGilmar RottaPedro KawaiAdriana Nunes

Notícias relacionadas