PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 12 DE NOVEMBRO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

24 DE AGOSTO DE 2018

Tozão apresenta pesquisa sobre custo de presidiários no Brasil


Ao ocupar a tribuna, parlamentar também elencou ações do mandato e comentou o PLC da acessibilidade.



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Vereador ocupou a tribuna nesta quinta-feira, na 46ª reunião ordinária do ano






Durante a reunião ordinária desta quinta-feira (23), o vereador Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), ocupou a tribuna para destacar pedidos atendidos pelo Executivo e comentar o projeto de lei complementar 13/2017, de sua autoria. Além disso, o parlamentar apresentou dados sobre o custo de um presidiário no país.

Tozão falou sobre o redutor de velocidade instalado no bairro Nova América com o objetivo de facilitar o acesso ao condomínio Torres do Jardim III e ressaltou propostas apresentadas ao Plano Diretor direcionadas à construção de habitações populares.

O vereador fez uma apresentação de dados coletados na internet sobre o custo de um presidiário em comparação com o salário mínimo no Brasil. "R$ 2.400 por preso. Não é possível que uma pessoa que desgraçou a vida de uma família custe mais caro que uma família digna", argumentou.

Para finalizar, Tozão comentou sobre o PLC de acessibilidade, cuja apreciação do veto parcial do prefeito Barjas Negri (PSDB) ocorreu nesta quinta-feira. Antes da votação, ele defendeu o teor de sua proposta, que visava garantir a acessibilidade em construções com menos de quatro andares, que teriam como obrigatoriedade a instalação de elevadores. "Vamos, literalmente, transformar a construção civil em Piracicaba", disse Tozão.



Texto:  Débora Bontorim Saia
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Revisão:  Ricardo Vasques - MTB 49.918
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoOsvaldo Schiavolin

Notícias relacionadas