PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2017 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

29 DE AGOSTO DE 2017

Projeto define corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade


Audiência pública discutiu o projeto de lei complementar 8/2017, que altera Plano Diretor do Município



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (1 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (2 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Adriana Nunes conduziu a audiência pública

Adriana Nunes conduziu a audiência pública
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (3 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Milton Sérgio Bissolli, procurador-geral do município

Milton Sérgio Bissolli, procurador-geral do município
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (4 de 14) Salvar imagem em alta resolução

José Antonio de Godoy, vice-prefeito e secretário de Governo e Desenvolvimento Econômico

José Antonio de Godoy, vice-prefeito e secretário de Governo e Desenvolvimento Econômico
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (5 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (6 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Engenheiro Luciano Klaes falou sobre a zona aeroportuária da cidade

Engenheiro Luciano Klaes falou sobre a zona aeroportuária da cidade
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (7 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu no plenário Francisco Antonio Coelho

Audiência pública aconteceu no plenário Francisco Antonio Coelho
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (8 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Rogério Mendes, da Secretaria Municipal de Obras (Obras)

Rogério Mendes, da Secretaria Municipal de Obras (Obras)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (9 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública aconteceu na Câmara, nesta terça-feira (29)

Audiência pública aconteceu na Câmara, nesta terça-feira (29)
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (10 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (11 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (12 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (13 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 (14 de 14) Salvar imagem em alta resolução

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais

Moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação com novos corredores comerciais
Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Audiência pública debateu novos corredores comerciais e zona aeroportuária na cidade




A Câmara recebeu, nesta terça-feira (29), audiência pública, presidida pela vereadora Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PPS), para discutir o projeto de lei complementar 8/2017, do Executivo, que propõe a criação de cinco novos corredores comerciais e altera plano básico da Zona Especial Aeroportuária. A proposta altera a lei complementar 186/2006, que trata sobre o Plano Diretor do Município.

Para esclarecer as alterações referentes ao aeroporto municipal Comendador Pedro Morganti, o engenheiro civil Leandro Klaes explicou que o zoneamento de ruído e as zonas de proteção aeroportuária, que determinam a cota máxima de edificações ao redor do aeroporto, dependem do tamanho da pista de pouso.

De acordo com Leandro, a zona de proteção aeroportuária do Pedro Morganti, sediado próximo à Esalq, cobre 80% da malha urbana e também esclareceu a importância da Carta Aérea, que garante rota dos aviões que não atrapalhe o município em questão de ruídos. A falta da Carta, obrigatória pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), pode acarretar até em fechamento do aeroporto. Em Piracicaba, o documento está em fase de produção.

Ainda sobre a zona aeroportuária, o engenheiro discorreu sobre o Plano Básico, onde se encaixa o aeroporto de Piracicaba. “Existem dois tipos de planos e Piracicaba se encaixa no 'básico', por ter menos de sete mil vôos registrados por ano”, explica. “Os planos valem para helipontos e devem ser apresentados à Anac e ao Ministério da Aeronáutica”, conclui.

Outro assunto foi a criação de cinco novos corredores comerciais na cidade, em pontos como a rua Corcovado, rua do Rosário, avenida Madre Maria Teodora, rua Santa Catarina e em dois quarteirões da avenida Cruzeiro do Sul (entre as ruas Emilio Galdi e Tico-Ticos).

Rogério Mendes de Campos, diretor do Controle e Fiscalização da Semob (Secretaria Municipal de Obras), apontou que as vias já possuem estabelecimentos comerciais consolidados e a intenção desta alteração é justamente regularizá-los.

A proposta de incluir a avenida Cruzeiro do Sul como corredor comercial surgiu em 2015, quando a administração da época apresentou o projeto de decreto legislativo 11/2015. Após protesto de moradores, que realizaram um abaixo-assinado, a proposta foi suspensa.

Na audiência pública desta terça-feira, moradores do bairro Nova Piracicaba manifestaram preocupação de que a avenida Cruzeiro do Sul seja, futuramente, transformada em corredor comercial do inicio ao fim.

Eveline Blumer, representante da comissão de moradores do bairro, afirmou que o local é uma das únicas áreas de lazer abertas no município. “Concordo com a consolidação entre a rua Emilio Galdi e Tico-Ticos, mas gostaríamos de preservar a área verde do bairro, um dos únicos locais onde podemos andar de bicicleta ou patins com as crianças”, argumenta.

Em resposta aos moradores, o vice-prefeito e secretário municipal de Governo e Desenvolvimento, José Antonio de Godoy, afirmou que o prefeito Barjas Negri não tem outras alterações previstas e que o objetivo é somente regularizar os comerciantes que já existem nos locais.

Rogério Mendes, da Semob, esclareceu que assim que os corredores forem aprovados, os imóveis deverão se adequar e se adaptar às normas de empreendimentos comerciais.

Também participaram os vereadores Dirceu Alves (SD), Isac Souza (PTB), José Aparecido Longatto (PSDB), Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), e Pedro Kawai (PSDB).



Texto:  Débora Bontorim Saia
Supervisão:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Imagens de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoAdriana Nunes

Notícias relacionadas