PIRACICABA, SÁBADO, 25 DE MAIO DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

01 DE MARÇO DE 2019

Presidente do Semae não ouve os técnicos, diz servidor da autarquia


José Carlos Magazine ocupou a tribuna popular durante a 8ª reunião ordinária, na noite desta quinta-feira (28)



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

José Carlos Magazine criticou a gestão do presidente do Semae, José Rubens Françoso






O servidor do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto), José Carlos Magazine, ocupou a tribuna popular da Câmara de Vereadores de Piracicaba, durante a 8ª reunião ordinária, na noite desta quinta-feira (28), para criticar a gestão feita pelo presidente da autarquia, José Rubens Françoso. “Ele não ouve os técnicos”, informou. 

De acordo com Magazine, há atuação deliberada para prejudicar o Semae com a intenção de privatizá-lo, assim como ocorrer com o setor de esgoto, hoje sob concessão, a partir de uma PPP (Parceria Público-Privada), com a empresa Águas do Mirante. “Nossa frota está sucateada, porque o presidente não dá condições para trabalharmos”, disse. 

Ele informou que há uma fraude recorrente na autarquia, envolvendo Semae e Águas do Mirante. “Tem 13 mil ordens de serviço sobre ligações clandestinas a serem verificadas”, disse. Magazine detalhou que, por serem ilegais, não são contabilizadas pela autarquia, mas recebe o esgoto. “O Semae abraça o prejuízo e a Águas do Mirante, o lucro.”

“Esse presidente não respeita os leituristas e os fiscais que o alertam sobre isso. Com relação à conta alta, a culpa é do nosso presidente também”, enfatizou.

Magazine disse que o “coração do Semae” é o setor eletromecânico, responsável por fazer o motor captar água. Ele mostrou uma peça, denominada de ventosa, que retira o ar da rede de abastecimento, evitando que a pressão faça rodar o hidrômetro. “O ar está fazendo subir a conta dos nossos consumidores e o presidente não toma providência.”

O servidor disse que hoje está “encostado” na Regional Centro como retaliação do presidente devido à fiscalização sobre o trabalho da Águas do Mirante.

“Queríamos que o presidente do Semae estivesse aqui para defender os servidores, que foram destratados pelo vereador Marcos Abdala”, disse, em referência a um áudio disseminado em redes sociais no qual o parlamentar citou possível sabotagem de servidores.



Texto:  Erich Vallim Vicente - MTB 40.337
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara
Edição de TV:  Comunicação


Tópicos: Tribuna Popular

Notícias relacionadas