PIRACICABA, QUINTA-FEIRA, 25 DE ABRIL DE 2019
Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

12 DE ABRIL DE 2019

Nancy cobra Executivo sobre disponibilidade de vagas em creches


Vereadora recebeu em seu gabinete mães adolescentes que relataram os casos



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946 Salvar imagem em alta resolução

Requerimento é de autoria da vereadora Nancy Thame






O requerimento 309/2019, de autoria da vereadora Nancy Thame (PSDB), foi aprovado na noite desta quinta-feira (11), na 19ª reunião ordinária. Por meio da propositura, a parlamentar solicita informações do Executivo sobre a disponibilidade de vagas em creches.

Segundo Nancy, ela recebeu em seu gabinete mães adolescentes que relataram dificuldade para conseguir vaga em creche para seus filhos. Estas, por sua vez, ainda não concluíram o ensino médio, e então, precisam frequentar aulas diariamente por meio período. Também, de acordo com Nancy, essas mães estão em situação de vulnerabilidade social e tem a guarda dos filhos sendo a maioria arrumo de família.

“O bebê é um ser indefeso e sua sobrevivência depende da ajuda prestada pelo grupo social em que vive ou seja, é preciso cuidado e atenção para com ele. Essas mães necessitam de inserção no mercado de trabalho para ter uma vida digna e que para isso é necessário a continuidade dos estudos. Nem mesmo meio período foi disponibilizado para essas mães adolescentes deixaram seus filhos para poderem então estudar”, contou a parlamentar.

Nancy quer saber como o município ampara as mães adolescentes em vulnerabilidade social para não perderem a oportunidade de concluírem seus estudos. Ela também indaga se existe algum critério específico às adolescentes nessa situação que possuem filhos e esses ainda não estão inseridos na educação de primeira infância. Se sim, Nancy pergunta quais são os critérios e  de que forma eles estão sendo aplicados.

A vereadora subiu à tribuna na 19ª reunião ordinária e justificou seu requerimento. "Nós sabemos que existe sim uma tensão e que essa demanda muitas vezes é dificil de atender totalmente, mas essa oferta de vagas é um direito a todas as crianças de 0 a 6 anos", disse.

Para ela, nesse caso há mais amplitude. "Não é só a questão do atendimento à criança, é a questão da adolescente, de não terminar os estudos, e isso vai virando uma bola de neve. Um dos casos que vi, era uma mãe com 16 anos, com a criança e a vó, esta por sua vez, precisa fazer faxina mesmo com problemas de saúde para sustentar os três. O bebê com três meses ainda não havia conseguido um pediatra e também a menina não consegue retornar a escola porque não consegue a creche. É uma situação que se complica de uma tal maneira, que não é só a questão da creche", reforçou.

 



Texto:  Ana Caroline Lopes
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343
Imagens de TV:  TV Câmara
Edição de TV:  TV Câmara


Tópicos: LegislativoNancy Thame

Notícias relacionadas