PIRACICABA, TERÇA-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2018 Aumentar tamanho da letra
Página inicial  /  Webmail

09 DE AGOSTO DE 2018

Leis piracicabanas em prol dos ostomizados são referência em congresso


Iniciativas do vereador Pedro Kawai, construídas em conjunto com a Associação dos Ostomizados, em vigor na cidade, estão entre propostas levadas à Brasília



EM PIRACICABA (SP)  

Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (1 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Encontro dos Ostomizados aconteceu dia 2 de agosto na Câmara

Encontro dos Ostomizados aconteceu dia 2 de agosto na Câmara
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (2 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Encontro dos Ostomizados aconteceu dia 2 de agosto na Câmara

Encontro dos Ostomizados aconteceu dia 2 de agosto na Câmara
Foto: Davi Negri - MTB 20.499 (3 de 4) Salvar imagem em alta resolução

Encontro dos Ostomizados aconteceu dia 2 de agosto na Câmara

Encontro dos Ostomizados aconteceu dia 2 de agosto na Câmara

Ademir Barbosa (em pé), presidente da associação piracicabana, durante evento em Brasília.

Ademir Barbosa (em pé), presidente da associação piracicabana, durante evento em Brasília.
Salvar imagem em alta resolução

Ademir Barbosa (em pé), presidente da associação piracicabana, durante evento em Brasília.


Piracicaba é referência nacional e na América Latina ao assegurar uma legislação em prol das pessoas ostomizadas, garante Ademir Barbosa, presidente da Associação Piracicabana de Ostomizados e Incontinentes de Piracicaba e Região. Seu diagnóstico vem após a participação, em Brasilia, de evento promovido pela Abraso (Associação Brasileira de Ostomizados), onde ele pode expor as cinco leis aprovadas pela Câmara.

Cinco são os projetos que nasceram na Câmara, por meio do diálogo com a associação local, sendo quatro de autoria do vereador Pedro Kawai (PSDB), e que se transformarem em legislação: a emissão de documento de identificação (projeto de lei 227/2013) que assegura prioridade no atendimento em filas no comércio, banco e cinemas, a adaptação em sanitários de órgãos públicos e a reserva de 2% das vagas de estacionamento (lei complementar 312/2013). O atendimento prioritário nos estabelecimentos comerciais (a partir do projeto de lei 226/2013) foi proposto pelo vereador André Bandeira (PSDB).

Segundo Barbosa, aproximadamente 30 entidades de defesa dos ostomizados participaram do encontro em Brasília, intiulado Abraso Forte - Fortalecimento Insititucional 2018. "Durante o evento, que aconteceu entre os dias 27 e 30 de julho, pude demonstrar que Piracicaba é a primeira cidade a estar 100% adaptada para os ostomizados", informou, ao acrescentar que o pioneirismo piracicabano foi elogiado até mesmo pelos representantes da Alado (Associação Latinoamericana dos Ostomizados), presentes no evento. "O presidente da associação nos solicitou uma cópia da legislação, porque nos países latinoamericanos não há nada neste sentido em vigor", completou.

Após o evento, a Abraso se comprometeu a enviar cópia de todas as leis piracicabanas em prol dos ostomizados às entidades que atuam na causa. Outra tentativa será a de incluir a acessibilidade em sanitários na ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

O vereador Pedro Kawai (PSDB) destaca a importância de a Câmara estar preocupada com a saúde, bem-estar e qualidade de vida das pessoas com ostomia. Ele lembra da aprovação do Dia Municipal dos Ostomizados, que este ano foi lembrado no último dia 2, data em que a associação piracicabana completou cinco anos de fundação. "Trazemos esse assunto à tona porque, infelizmente, quase 1% da população piracicabana é ostomizada ou incontinente", disse, ao estimar que esse número pode ser maior. "Desse público, 30% são jovens, por acidentes ou ferimentos com arma branca."

Barbosa lembra que Piracicaba conta com 26 banheiros adaptados, entre eles no salão de festas da Irmandade do Divino, recém-implantado, e em locais como a Câmara de Vereadores de Piracicaba, Museu Prudente de Moraes, Biblioteca Pública Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto, Rua do Porto, os terminais de ônibus dos bairros Vila Sônia e Pauliceia, a Unidade de Saúde da Família do Cecap/Eldorado, entre outros.

Atualmente, a associação congrega 1200 ostomizados e 625 incontinentes da região. Como forma de ampliar as atividades, ainda este mês será inaugurada uma sala para atendimento, no Centro de Piracicaba, na rua 13 de Maio, 205.



Texto:  Rodrigo Alves - MTB 42.583
Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343


Tópicos: CidadaniaPedro Kawai

Notícias relacionadas